Do recorde da venda de Bruno Fernandes às lotarias de Sp. Braga e V. Guimarães

Os 55 milhões da venda do médio leonino para o Manchester United foram o recorde neste mercado em toda a Europa. Benfica garantiu Dyego Sousa no último dia, FC Porto não contratou nem vendeu e Sp. Braga e V. Guimarães fizeram maiores encaixes das suas histórias.

O mercado de transferências de inverno encerrou em Portugal com alguns negócios de última hora nesta sexta-feira relacionados com entradas e saídas nos três grandes... e não só. Foi um mês movimentado, no qual o FC Porto não fez qualquer contratação, e que ficou marcado pela venda de Bruno Fernandes para o Manchester United, por 55 milhões de euros (mais 25 em objetivos), e ainda pela maior transferência da história do Sp. Braga, com a venda do jovem Trincão ao Barcelona por 31 milhões de euros. O V. Guimarães também realizou o maior encaixe de sempre com a negociação de Tapsoba para o Bayer Leverkusen.

Depois de no verão ter visto a transferência para o Tottenham recusada pela SAD leonina, Bruno Fernandes deixou mesmo Alvalade neste mês de janeiro com destino ao Manchester United, que pagou aos leões 55 milhões de euros, num acordo em que o clube leonino onde ainda pode ir buscar mais 25 milhões mediante o cumprimento de objetivos - os leões ficaram ainda com direito a 10% de uma mais-valia caso o médio seja negociado no futuro pelo emblema inglês. Bruno Fernandes foi nesta janela de mercado a transferência mais cara realizada em toda a Europa.

TOP 14 transferências mais caras de inverno na Europa

1. Bruno Fernandes Sporting/Man. United 55 milhões de euros
2. Dejan Kulusevski Atalanta/Juventus 35
3. Trincão Sp. Braga/Barcelona 31*
4. Reinier Flamengo/Real Madrid 30
5. Steven Bergwijn PSV/Tottenham 30
6. Krzysztof Piatek Milan/Hertha Berlim 27
7. Lucas Tousart Lyon/Hertha Berlim 25
8. Paco Alcácer B. Dortmund/Villarreal 23
9. Sander Berge Genk/Sheffield United 21,5
10. Jarrod Bowen Hull City/West Ham 21,3
11. Erling Haaland RB Leipzig/B. Dortmund 20
12. Julien Weigl B. Dortmund/Benfica 20
13. Raúl de Tomás Benfica/Espanyol 20
14. Podence Olympiacos/Wolverhampton 20

* o jovem português só se muda para o Barcelona no início da próxima época.

A SAD leonina, contudo, não foi ao mercado nesta janela de inverno contratar qualquer jogador para o lugar de Bruno Fernandes, apesar de o próprio treinador Jorge Silas ter dito que seriam precisos três futebolistas para colmatar a sua saída. Mas asseguraram o avançado esloveno Andraz Sporar, de 25 anos, junto do Slovan Bratislava, que custou seis milhões de euros.

Já depois desta aquisição, o clube leonino viu Luiz Phellype lesionar-se com gravidade (rotura de ligamentos no joelho) e arriscar perder toda a época. Falou-se de vários nomes, sobretudo de Taremi, avançado do Rio Ave, mas o negócio não foi para a frente por faltas de acordo de verbas entre os dois clubes Ou seja, Sporar foi a única contratação de inverno em Alvalade - Francisco Geraldes também foi inscrito na liga, depois de ter estado seis meses cedido ao AEK e ter regressado.

Dyego Sousa fecha plantel do Benfica, FC Porto sem movimentações

O Benfica, atual líder do campeonato, garantiu três aquisições para o plantel principal no decorrer de janeiro. Chegou à Luz o médio alemão Julien Weigl, por 20 milhões de euros, oriundo do Borussia Dortmund, e nesta sexta-feira, dia de encerramento das inscrições, o clube garantiu também Dyego Sousa, avançado brasileiro que deu nas vistas no Sporting de Braga, que chegou a representar seleção, e que foi cedido às águias por um período de um ano pelos chineses do Shenzhen. Na lista de inscrições enviada à Liga surge também o nome do extremo colombiano Yony Gonzalez, que chegou neste mês a custo zero do Fluminense.

Em termos de vendas que implicaram benefícios financeiros, apenas uma a registar. Raúl de Tomás, avançado espanhol que tinha sido contratado no verão, não se adaptou, e regressou a Espanha, como destino ao Espanyol, pelos mesmos 20 milhões que o Benfica tinha pago no verão ao Real Madrid.

Foram vários os jogadores apontados às águias durante a reabertura do mercado de transferência. Um chegou a estar em cima da mesa, a do médio brasileiro Bruno Guimarães, mas as exigências do Athletico Paranaense levaram a SAD benfiquista a desistir do negócio e o jogador rumou ao O. Lyon. Nos últimos dias surgiu também o nome de Pedrinho, avançado do Corinthians, mas também neste caso não se verificou.

O Benfica aproveitou ainda esta janela de mercado para resolver os casos de alguns excedentários e de jogadores com pouca utilização nesta época. E por isso Fejsa, Gedson Fernandes, Caio Lucas e Germán Conti foram cedidos a outros clubes, com destaque para o jovem português que vai representar o Tottenham de Mourinho durante um ano por empréstimo. Mas não conseguiu resolver a questão de Zivkovic, jogador que não entra nos planos de Bruno Lage, mas que tem resistido a sair.

No FC Porto, o treinador Sérgio Conceição já tinha anunciado ainda antes da reabertura do mercado que o clube não iria entrar em despesas. "Os reforços são os jogadores que compõem o plantel. O plantel é extremamente equilibrado. Tenho soluções e não preciso de mais ninguém. Dá garantias de sermos competitivos em todas as competições", explicou ainda em dezembro. E de facto no Dragão não houve contratações, muito devido também à contenção financeira relacionada com o cumprimento do fayr play financeiro, e apenas saíram dois jogadores que não entravam nos planos do treinador - Bruno Costa rumou ao Portimonense e André Pereira ao Saragoça por empréstimo.

Trincão e Tapsoba: as lotarias de Sp. Braga e V. Guimarães

Ainda na liga portuguesa, registo para duas vendas recorde protagonizadas pelo Sp. Braga e V. Guimarães. O clube presidido por António Salvador oficializou nesta sexta-feira a venda do jovem Francisco Trincão ao Barcelona, por 31 milhões de euros, um valor que quase dobra a maior transferência feita pelo clube, a de Rafa ao Benfica por 16,4 milhões de euros.

Trincão vai manter-se no Sp. Braga até ao final da temporada e só se junta ao plantel dos catalães na próxima época. Mais um dado: o Barcelona colocou no contrato do jovem natural de Viana do Castelo uma cláusula de rescisão de 500 milhões de euros. No plantel do Barcelona apenas Messi (700 milhões) e Grizemann (800) estão blindados por valores mais altos.

O V. Guimarães também teve a sua lotaria neste mercado invernal. O clube vitoriano fez o maior encaixe financeiro da sua história com a venda do defesa Edmond Tapsoba, de 20 anos, para os alemães do Bayer Leverkusen. Uma operação que rendeu aos cofres vitorianos cerca de 18 milhões de euros.

Na liga portuguesa destaque ainda para dois regressos. Ricardo Vaz Tê, avançado de 33 anos que estava fora de Portugal desde 2003, assinou pelo Portimonense e vai atuar pela primeira vez no principal escalão do futebol português, e Hugo Vieira, que vai representar pela terceira vez o Gil Vicente, depois de ter rescindido com os turcos do Sivasspor.

Nota ainda para dois reforços assegurado pelo Sp. Braga, o brasileiro Vitor Gabriel, que chega do Flamengo de Jorge Jesus, e Abel Ruiz, avançado de 20 anos cedido pelo Barcelona B até ao final da época, mas com uma cláusula de compra obrigatória de oito milhões de euros. Já o V. Setúbal garantiu o extremo italiano Mirko Antonucci até ao final da temporada por empréstimo da Roma, de Itália, clube treinado pelo português Paulo Fonseca. E o V. Guimarães reforçou-se com um jogador do RB Leipzig, da Alemanha - Elias Abouchabaka, médio de 19 anos.

Consulte aqui a lista completa de todos os jogadores que foram inscritos na Liga.

Eriksen, Haaland e Reinier... as transferências na Europa

A nível de toda a Europa, nas principais ligas, esta janela de mercado não reservou grandes surpresas e negócios verdadeiramente milionários. Uma das transferências mais sonantes, a par de Bruno Fernandes, foi a do dinamarquês Christian Eriksen, que trocou o Tottenham de José Mourinho pelo Inter Milão. O custo da transferência foi relativamente baixo, 20 milhões de euros, porque o médio estava em final de contrato.

Outra transferência mediática foi a do avançado Erling Haaland para o Borussia de Dortmund, com os alemães a pagarem (apenas) 20 milhões de euros aos austríacos do RB Salzburgo pela jovem pérola do futebol europeu, de 19 anos, que logo no seu jogo de estreia pelo emblema germânico fez três golos. E no seguinte mais dois...

Ao Real Madrid chegou o jovem brasileiro Reinier, que despontou no Flamengo de Jesus e por quem o clube espanhol pagou 30 milhões de euros. O avançado de 18 anos, contudo, vai começar a sua etapa no Castilla, o clube satélite do gigante de Madrid que é treinado pelo ex-jogador Raúl González.

Destaque ainda nas transferências que envolveram mais dinheiro neste mercado para Dejan Kulusevski, extremo direito que deixou a Atalanta e vai ser colega de equipa de Cristiano Ronaldo na Juventus (35 milhões de euros), para uma aposta de José Mourinho, que contratou Steven Bergwijn ao PSV por 30 milhões de euros, e ainda para o internacional polaco Krzysztof Piatek, que trocou o AC Milan pelo Hertha de Berlim por uma verba a rondar os 27 milhões de euros.

Em Inglaterra, o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo voltou ao mercado e apostou novamente num jogador português - Podence trocou o Olympiacos pelos wolves por 20 milhões de euros. Também na Premier League, nesta sexta-feira foi confirmado o empréstimo do internacional português Cedric Soares ao Arsenal, até ao final da temporada - o defesa, recorde-se, estava em final de contrato com o Southampton.

A custo zero, mas com mediatismo, o AC Milan assegurou o regresso de Zlatan Ibrahimovic, que aos 38 anos voltou a vestir a camisola dos rossoneri e forma atualmente a dupla de ataque da equipa milanesa com o português Rafael Leão.

De resto estiveram em vias de se concretizar várias transferências envolvendo grandes nomes do futebol europeu, mas não chegaram a concretizar-se. Edinson Cavani foi diariamente associado ao Atlético de Madrid, mas acabou por permanecer no Paris-Saint Germain. E Rodrigo, ex-Benfica que brilha no Valência foi cobiçado pelo Barcelona. Mas também neste caso não houve acordo entre clubes. Assim como não se confirmaram os rumores de um possível regresso de Gareth Bale ao Tottenham.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG