Dillian Whyte fura quarentena, conduz 40 horas e refugia-se em Portugal para treinar para combate

Com os combates suspensos no mês de abril, o pugilista britânico decidiu deixar a Inglaterra para treinar em Portugal.

A quarentena decretada por Boris Johnson em Inglaterra não impediu o pugilista inglês Dillian Whyte de rumar a Portugal para poder continuar a treinar para um combate que não sabe se vai acontecer. O atleta britânico conduziu durante 40 horas para chegar a algures no Algarve - local para onde foge muitas vezes para treinar -, onde encontrou um ginásio para treinar para o combate contra o russo Alexander Povetkin, agendado para 2 de maio em Manchester, segundo o jornal inglês Independent.

"Tive de conduzir 40 horas sem parar desde a minha casa direto até aqui. Conduzi porque trouxe os meus cães, não quis voar. É muito importante mostrar às pessoas que o importante é treinar, para seguir com a vida o melhor possível nestas situações, é fácil entrar em pânico e desligar. Estou só a tentar mostrar algo de positivo", explicou durante um direto na segunda-feira de manhã (dia 23) na rede social Twitter.

"É calmo, mas há comida nas prateleiras e tenho uma boa instalação aqui.", disse Whyte, enquanto descrevia o ambiente em Portugal.

A decisão de viajar de Inglaterra para Portugal, surgiu quando a Comissão de Controlo do Boxe Britânico (BBBofC) anunciou na segunda-feira (dia 23) que ia suspender todos os eventos referentes ao mês de abril. No entanto, o combate ainda está em dúvida e pode ser adiado durante esta semana devido à pandemia do coronavírus, segundo o produtor Eddie Hearn.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG