Derrubou Armstrong e vai criar uma equipa de ciclismo com o dinheiro dele

Floyd Landis, compatriota e ex-companheiro de equipa de Armstrong, testemunhou contra o norte-americano no escândalo de doping que o obrigou a pagar cinco milhões de dólares

O ciclista norte-americano Floyd Landis admitiu em maio de 2010 que se dopou e que o compatriota e ex-companheiro de equipa Lance Armistrong e outros colegas fizeram o mesmo, num caso que levou Armstrong a ser condenado a pagar cinco milhões de dólares (4,33 milhões de euros) ao governo dos Estados Unidos, sendo que 1,1 milhões de dólares (950 mil euros) seriam pagos a Landis por cooperar com o processo.

Agora, meio ano depois de Armstrong ter chegado a acordo com o governo de Washington para o pagamento dessa verba com o intuito de resolver o seu caso com o Serviço Postal dos EUA, Landis anunciou que vai utilizar o que sobrar das custas jurídicas, cerca de 750 mil dólares (cerca de 650 mil euros), para fundar uma equipa norte-americana de formação.

"Talvez pareça estranho, mas é uma espécie de encerramento para mim", confessou Landis, 43 anos, ao Wall Street Journal . "Tenho uma relação conflituosa com o ciclismo, como todos sabem, mas eu continuo a gostar da modalidade. Ainda me recordo como era ser criança e competir numa equipa norte-americana. Foram alguns dos melhores dias da minha vida", prosseguiu.

A sua equipa, Floyd"s of Leadville Pro Cycling, vai competir no circuito continental, a terceira categoria do ciclismo de estrada.