Cristiano Ronaldo e jogadores da Série A vão jogar de cara pintada

Futebol italiano assinala o Dia Internacional da Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Na 13.ª jornada da Série A italiana, este fim-de-semana, jogadores e árbitros vão entrar em campo com uma marca vermelha pintada na cara, para assinalar a data internacional (25 de novembro) contra a violência de género de que muitas mulheres continuam a ser vítimas por todo o mundo.

"Um vermelho para a violência" é o nome da campanha lançada pela liga italiana, que sublinha a importância de "expulsar o medo com que as vítimas vivem a cada dia".

Além da marca vermelha na cara, Cristiano Ronaldo e restantes jogadores da Série A italiana vão ser acompanhados por crianças do sexo feminino que vestirão a camisola da campanha e os ecrãs gigantes dos estádios vão mostrar vídeos de sensibilização. A iniciativa estende-se também às redes sociais, com os jogadores incentivados a usar essas plataformas para publicarem testemunhos pessoais utilizando a hashtag #unrossoalaviolenza.

A iniciativa é organizada em parceria com a WeWorld Onlus, associação que tem um trabalho de 20 anos na defesa dos direitos das mulheres e das crianças, e a apresentação da campanha contou com os ex-jogadores Franco Baresi, Alessandro Costacurta e Francesco Toldo, além da capitã do Inter feminino, Regina Baresi, sobrinha de Franco.

Exclusivos