Cori Gauff. A 'afilhada' de Federer de 15 anos que causa sensação em Wimbledon

Deu nas vistas no qualifying e eliminou a experiente Venus Williams na primeira ronda do torneio britânico. Aos 15 anos é agenciada pela empresa de Roger Federer, já tem patrocínios de mais de um milhão de euros e quer chegar ao topo.

Cori Gauff já tinha feito história em Wimbledon, ao tornar-se na tenista mais nova de sempre a ultrapassar a fase de qualificação do torneio londrino na 'era Open' (desde 1968), com apenas 15 anos e 110 dias. E nesta segunda-feira fez história a dobrar, ao eliminar na primeira ronda a experiente Venus Williams - passou a ser a mais jovem jogadora a vencer um encontro em 'majors' desde 1996, quando Kournikova triunfou no Open dos Estados Unidos.

Este conto de fadas torna-se ainda mais interessante devido a um pormenor. É que há uma semana Gauff não contava de todo que esta situação lhe pudesse acontecer e tinha agendado um exame de ciências. Mas como obteve um wild card para a qualificação de Wimbledon e o exame batia com os jogos, pediu ao professor para fazer o teste... online precisamente na véspera da sua última ronda do qualifying em Londres já muito perto da meia-noite.

Gauff não é propriamente uma desconhecida no meio do ténis, apesar de ser a 313.ª da hierarquia feminina. Aos 10 anos assinou o seu primeiro contrato profissional com a Nike e atualmente, com 15 anos, já tem patrocínios que lhe rendem cerca de um milhão de euros por ano - destacam-se os acordos com a New Balance e com a empresa alimentar Barilla. Aos oito já tinha sido recrutada pela Team8, a empresa que tem Roger Federer com um dos sócios e que gere a carreira de atletas de novos talentos.

Agora o céu é o limite e já se fazem apostas. "Ele nasceu para vencer e isto é só o início. Olha para a forma de ela jogar e vou dizer uma coisa: se ele não for a número 1 do mundo com 20 anos vou ficar profundamente chocado. Ele não é só forte fisicamente. Também é mentalemnte", previu o ex-tenista John McEnroe.

Coco, como é carinhosamente tratada, nasceu a 13 de março de 2004 em Atlanta, nos Estados Unidos, e é filha de um basquetebolista de uma atleta. Mudou-se de Atlanta para Florida ainda muito nova par desenvolver o seu ténis. E quando completou 11 anos foi uma das jovens promessas que teve a oportunidade de treinar com Patrick Mouratoglou, o treinador de Serena Williams.

Nos últimos dois anos começou a dar nas vistas. A miúda que é comparada às irmãs Williams - a Serena pela determinação que coloca no jogo e pela ascenção mediática; a Venus pela sua fisionomia e pela aparente calma - tornou-se aos 13 anos na finalista mais jovem de sempre do US Open de juniores. E no ano passado sagrou-se campeã de juniores de Roland Garros, depois de ter sido finalista no US Open. Antes, em 2012, com apenas 12, ganhou o Junior Orange Bowl, o maior torneio infantil de Estados Unidos.

"Não tenho palavras para descrever o que sinto. É a primeira vez que choro depois de ganhar um jogo. A Venus disse-me para continuar assim. Eu agradeci-lhe por tudo que fez por mim. Eu não estaria aqui se não fosse por ela. A Venus inspirou-me e sempre lhe quis dizer isto, mas nunca tinha sido capaz de fazê-lo", disse Gauf após bater Venus, de 39 anos, na primeira ronda de Wimbledon, por um duplo 6-4. Venus Williams, que tem no seu palmarés sete Grand Slams, cinco deles precisamente em Wimbledon, quatro deles obtidos ainda Gauff nem era nascida.

Antes do início do torneio de Wimbledon, onde chegou ao quadro principal depois de ter passado três jogos na fase de qualificação, Cori Gauff falou da importância de ser agenciada pela empresa de Roger Federer. "É a maior ajuda que posso ter. Mas isto por si só não significa que vou ter uma grande carreira", referiu a jovem norte-americana, acrescentando: "Sem falsas modéstias, sei que tenho um grande potencial. Sei bem os torneios que já vencei e qual a minha posição atual no ranking. Mas não quero ser a melhor júnior. Quero tornar-me na melhor jogadora profissional."

O feito de 'Coco' em Wimbledon é histórico sobretudo devido à idade da tenista. Aliás, basta comparar o que fizeram os grandes mosntros do ténis atual com a mesma idade. Com 15 anos, Rafael Nadal, o líder do ranking masculino, jogava torneios da ITF e ATP Challenger O espanhol só aos 17 anos venceu pela primeira vez um jogo num Grand Slam, curiosamente em Wimbledon, batendo Mario Ancic no torneio de 2003. Roger Federer, por exemplo, foi pela primeira vez campeão de juniores em Wimbledon com 16 anos. E só com 18 venceu a sua primeira partida num Grand Slam. Tal como Novak Djokovic (em Roland Garros diante de Robby Ginepri).

No circuito feminino, Serena Williams conquistou o seu primeiro triunfo num Grand Slam com 16 anos, no Open da Austrália de 1998. O mesmo aconteceu com a sua irmã Venus, que aos 16 anos venceu a sua primeira partida num 'major' em Roland Garros. Mas precoce foi Martina Hingis, que começou a competir profissionalmente aos 13 anos e aos 14 ganhou o primeiro jogo num Grand Slam - no Open da Austrália de 1995.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG