Clubes portugueses pagaram 70,5 milhões em comissões a empresários

Valor diz respeito a todo o ano civil de 2019 e foi divulgado nesta quarta-feira num relatório da FIFA. Ranking é liderado pelos clubes italianos.

Os clubes portugueses pagaram um total de 70,5 milhões de euros em comissões a empresários no âmbito de transferências de futebolistas no ano civil de 2019, ou seja, no mercado de janeiro (relativo à época 2018-19) e do verão (2019-20).

Este e outros números foram divulgados esta quarta-feira num relatório anual da FIFA. O organismo que tutela o futebol mundial recorda que no caso português, o valor pago em comissões a agentes é quase metade do que os clubes portugueses gastaram em contratações de jogadores no mesmo período - 164,3 milhões de euros.

Dos 70,5 milhões de euros em comissões pagas a empresários, 29 milhões dizem respeito a contratações e 41.5 em negócios que implicaram saídas de futebolistas para outros clubes. A FIFA não especifica os nomes dos clubes nem dos jogadores envolvidos. Mas a transferência de João Félix do Benfica para o At. Madrid, pelo valor de 126 milhões de euros, intermediada pelo empresário de Jorge Mendes, foi das que mais dinheiro implicou em comissões.

Diz o mesmo relatório que 80,1% do valor das comissões pagas nas transferências de futebolistas (de um bolo total de 590 milhões de euros) em todo o mundo foram dos mercados de de Itália, Inglaterra, Alemanha, Portugal, Espanha e França. O campeonato onde foram pagas mais comissões foi no italiano - 118 milhões de euros.

O valor total pago em comissões a empresários em todo o mundo - 590 milhões de euros - representam um aumento de 19,3% em relação ao ano passado. De acordo com a FIFA registaram-se neste ano de 2019 um total de 17.000 transferências, nas quais estiveram implicados 3557 empresários.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG