Casillas sente-se prejudicado, mas mantém candidatura à federação espanhola

Guarda-redes do FC Porto sente-se prejudicado com a antecipação do ato eleitoral.

Casillas não desiste. O ainda guarda-redes do FC Porto decidiu manter a candidatura à Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF). "Prossigo a minha corrida eleitoral, a minha candidatura segue em frente", disse o espanhol, esta segunda-feira, depois de um encontro com Irene Lozano, presidente do Conselho Superior de Desporto (CSD).

Casillas sente-se prejudicado com a antecipação do ato eleitoral para 15 de junho, durante o Euro2020, e fez questão de o dizer à governante. "É uma decisão que o prejudica face ao outro candidato, Luis Rubiales [o atual presidente da RFEF], disse um dos seus assessores no fim da reunião.

O ainda guarda-redes do FC Porto, que recupera de um enfarte do miocárdio sofrido no ano passado, anunciou a candidatura ao cargo de presidente da federação espanhola no dia 17 de fevereiro. Isto apesar de ainda não ter colocado um ponto final na carreira. "O Iker Casillas, antes de anunciar a candidatura, veio ao Porto almoçar comigo e comunicar a sua decisão de terminar a carreira", anunciou Pinto da Costa há cera de duas semanas.

O guarda-redes espanhol de 38 anos tem de colocar um ponto final na carreira, antes de apresentar a candidatura oficialmente, uma vez que a condição de jogador no ativo é incompatível com o cargo a que se candidata.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG