Bruno Lage: "O estado de alerta é sempre máximo"

O treinador do Benfica explicou que, apesar da redução da vantagem para os quatro pontos, a sua equipa vai continuar com "a motivação de vencer jogos". O técnico lamentou os erros defensivos.

Bruno Lage, treinador do Benfica, garantiu que a derrota com o FC porto não muda nada na forma de a equipa abordar o que resta do campeonato, tendo agora quatro pontos de vantagem. "Estou há 13 meses à frente da equipa principal do Benfica. O estado de alerta é sempre máximo. Nunca relaxamos. A nossa motivação é vencer jogos. É com esse estado de alerta que vamos a Famalicão, jogar bem e atingir a final da Taça de Portugal", disse.

"Vínhamos com o objetivo de vencer. E foi pena, pois fizemos, em termos ofensivos, tudo o que tínhamos para fazer e acreditámos sempre. Após o primeiro golo, a equipa parte para uma exibição muito boa, chega com muita qualidade ao empate. Mas o terceiro golo do FC Porto, por muito que preparemos, sabemos do poderio do Marega a atacar a profundidade, a bola entrou lá e criou-se a oportunidade", explicou.

Sobre a segunda parte, Lage fez questão de elogiar o comportamento da sua equipa: "Entrámos com personalidade. Tínhamos de colocar o jogo num ritmo muito alto, sem medo de ter bola, circular na largura, fizemos logo o 3-2 e depois, em função do que foi o resultado, podíamos ter feito mais um golo. Há uma oportunidade do Seferovic, um remate do Chiquinho... Em termos ofensivos, a equipa esteve muito bem, fez o que se pediu e idealizou para o jogo, mas em termos defensivos, a forma como sofremos os golos, penaliza-nos no resultado."

Bruno Lage explicou ainda que quando tirou André Almeida e lançou Dyego Sousa quis jogar com "três homens na frente, deixando o Rafa mais vagabundo para a segunda bola e a jogar entrelinhas". "Acho que a equipa fez o que pretendíamos, e deu boa resposta e frescura física enorme. É olhar para o resultado, que é pena, porque fizemos de tudo para ganhar, era a nossa motivação. Agora, saímos daqui com quatro pontos de vantagem."

Por sua vez, Carlos Vinícius, autor dos dois golos do Benfica, destacou o "bom jogo" da equipa, mas garantiu que apesar da derrota os encarnados vão "continuar de cabeça erguida". "Ainda falta muito campeonato. Quatro pontos são quatro pontos", finalizou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG