Bruno Lage e a Taça da Liga: "Sabemos que não dependemos só de nós"

O Benfica defronta neste sábado o V. Setúbal, mas uma vitória não chega para seguir em frente na competição. Bruno Lage garante que não vai mudar a forma de encarar a competição.

O Benfica defronta neste sábado no Bonfim o V. Setúbal (20.00) em jogo relativo à Taça da Liga, prova em que os encarnados estão dependentes de terceiros para passar à fase de seguinte, depois dos dois empates registados nas jornadas anteriores (V. Guimarães e Sp. Covilhã).defronta

"Neste momento, não dependemos só de nós. Por isso, aquilo que está no nosso horizonte é preparar a equipa da melhor maneira para vencermos e depois esperar pelas contas do nosso grupo", reagiu o treinador Bruno Lage, em declarações à BTV.

"Acho que fizemos um bom jogo com o V. Guimarães [0-0], o resultado ajusta-se, mas podíamos ter vencido pelo que fizemos na segunda parte. Depois, não vencemos na Covilhã [1-1] e não dependemos de nós", prosseguiu.

Bruno Lage não abriu o jogo relativamente à equipa, mas mesmo sem avançar nomes deu a entender que irá utilizar jogadores menos rodados, havendo a possibilidade de lançar um ou outro jovem. "Não vamos mudar nada no que tem sido a nossa forma de pensar e de encarar esta competição. Mas isso não implica que não tenhamos um enorme respeito pela competição e não tenhamos a intenção de dar o nosso melhor. O importante é os adeptos e sócios perceberem que vamos manter a coerência nesta competição", prometeu.

Em relação às contas do Grupo B, o Benfica está obrigado a vencer neste sábado o V. Setúbal, se possível por mais de dois golos de diferença. Mas isso só não chega, pois para sonhar com a passagem à fase seguinte os encarnados têm de esperar por uma escorregadela do V. Guimarães na receção ao Sp. Covilhã. Os vimaranenses são líderes do grupo com quatro pontos, seguidos de Benfica e Sp. Covilhã (dois) e do V. Setúbal (um). Só primeiro classificado segue em frente na prova.

Já o V. Setúbal vai jogar pela honra, pois não tem possibilidades de chegar ao primeiro lugar. Mas o treinador Julio Velázquez garantiu nesta sexta-feira que isso não retira a ambição a uma equipa "sem nada a perder".

"O objetivo não é fazer um jogo por fazer e ir de férias. Nada disso. Não temos nada a perder, temos muito a ganhar: dinâmica de jogo, melhores sensações e dar uma boa imagem do futebol. Por respeito aos adeptos, ao Vitória, à competição e aos outros adversários, temos de fazer um bom jogo", disse.

E acrescentou: "Não temos hipóteses de chegar às meias-finais, mas o nosso objetivo é sempre o mesmo, ser competitivos, ter identidade e jogar sempre com a disposição de ganhar", garantiu.

Julio Velázquez anteviu muitas dificuldades frente ao Benfica, equipa a quem teceu elogios, mas lembrando que também tem fragilidades que podem ser exploradas na partida no Estádio do Bonfim. "O Benfica é uma equipa de grande nível, mas, como todas as equipas do mundo, tem muitos pontos fortes e também alguns pontos fracos. Vamos tentar levar o jogo para onde queremos e tentar evidenciar alguns pontos fraquinhos que podem ter", referiu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG