Bendtner retira recurso e vai mesmo cumprir 50 dias de prisão

O avançado dinamarquês de 30 anos, atualmente no Rosenborg, foi condenado por agredir um taxista em Copenhaga

O futebolista dinamarquês Niklas Bendtner retirou o recurso que interpôs em tribunal e terá de cumprir os 50 dias de prisão a que foi condenado por agredir um taxista em Copenhaga, anunciou a promotoria da capital dinamarquesa.

"O futebolista retirou o recurso. O Procurador-Geral de Copenhaga estima que não existam motivos suficientes para que se mantenha o recurso. O veredicto entra, portanto, em vigor", anunciou a promotoria através da conta oficial do Twitter.

O avançado do Rosenborg (atual líder da liga norueguesa de futebol), de 30 anos, foi condenado no início de novembro, após ter estado envolvido em desacatos que resultaram numa agressão do futebolista a um taxista, que fraturou o maxilar.

O antigo jogador de clubes Arsenal ou Juventus alegou, na altura, ter atuado em legitima defesa e rapidamente apresentou um pedido de desculpas tanto aos adeptos como ao clube, que, por sua vez, decidiu não punir o atleta.

Relativamente à seleção, e depois de ter falhado o Mundial2018 por lesão, apesar do selecionador dinamarquês, Age Hareide, ter reagido de forma negativa aos atos de Bendtner, a federação manteve a porta aberta, mas apenas quando a pena for cumprida.

Em defesa de Bendtner, o seu advogado, Anders Németh declarou que, "apesar de não concordar com a decisão do tribunal, o Nicklas decidiu ultrapassar o caso e concentrar-se no clube e na sua família".

.

Exclusivos