Atlético de Madrid empata com o último e agudiza a crise

Diego Simeone ouviu assobios no final da partida que os colchoneros empataram 0-0 em casa com o Leganés.

O Atlético de Madrid está a viver dias difíceis e este domingo a crise acentuou-se com o empate 0-0 em casa com o último classificado, o Leganés, na 21.ª jornada da Liga espanhola.

O final da partida foi de alta tensão no Wanda Metropolitano, com os adeptos a assobiarem a equipa e, em particular, o treinador Diego Simeone, que neste momento se mostra incapaz de reverter a situação complicada por que passa o Atlético, que vem da eliminação da Taça do Rei diante do Cultural Leonesa, do terceiro escalão do futebol espanhol. E no total já são quatro jogos consecutivos sem ganhar...

Com João Félix a titular, os colchoneros revelaram uma gritante incapacidade de criar situações claras de golo, com um futebol sem ideias. E bem podem agradecer ao guarda-redes Jan Oblak o facto de a partida deste domingo não ter um desfecho pior, porque o esloveno evitou dois golos na primeira parte quando defendeu os remates do português Kevin Rodrigues e do dinamarquês Braithwaite.

O final do jogo foi bastante atribulado com Iván Cuéllar, guarda-redes do Leganés, a ser expulso por demorar na reposição de uma bola em jogo, tendo o defesa-esquerdo Jonathan Silva, antigo jogador do Sporting, a ter de ir para a baliza. Só que nesse escasso minuto que restava para o final do jogo o Atlético não conseguiu aproximar-se da baliza contrária.

O Atlético chega a esta fase do campeonato com nove vitórias e nove empates em 21 jogos e, para já, caiu para o quinto lugar, depois de o Getafe ter vencido na receção ao Betis, por 1-0.

No final da partida, Diego Simeone disse respeitar muito aquilo que dizem os adeptos. "Como jogador fui assobiado na minha segunda passagem, altura em que não estava bem. Pode acontecer com todos, já que os adeptos querem ver a sua equipa a ganhar. Quando os resultados não aparecem é normal que se aborreçam e isso responsabiliza-nos. Temos de encontrar soluções", disse.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG