As primeiras declarações de Mourinho a seguir ao despedimento

Treinador saiu do hotel para dar uma caminhada e foi interpelado por um jornalista da Sky Spots, a quem desafiou a caminhar ao lado dele e em silêncio...sobre o Manchester United.

Foi a primeira aparição depois de ser despedido do comando técnico do Manchester United. José Mourinho não perdeu tempo a voltar a Londres. E não se coibiu de sair de casa para dar uma caminhada e ir às compras. No percurso foi interpelado por um jornalista da Sky Sports, mas recusou falar sobre a saída dos red devils.

"Posso dar uma caminhada, ou não? Não [não digo nada sobre as últimas 24 horas], vocês conhecem-me. Não tenho nada a dizer, vocês conhecem-me. Se quiser vir comigo, vamos ao Battersea, não há problema", disse Mourinho, bem humorado e desafiando o jornalista a acompanhá-lo em silêncio.

Mas lá foi dizendo algo: "Não mudo e o mesmo que fiz quando deixei o Chelsea é o mesmo que estou a fazer agora. Fico com as coisas boas e não falo de nada do que aconteceu no clube. Podemos falar de muitas coisas boas, podemos falar do que foi menos bom, mas eu não. Está terminado. O Manchester United tem futuro sem mim e eu tenho futuro sem o Manchester United. Porque haveria eu de partilhar consigo, ou com os adeptos, os meus sentimentos? Acabou e sou assim. É assim que tem sido. Sempre critiquei treinador que saem dos clubes e falam sobre coisas que aconteceram, de quem é a culpa e eu não sou assim. Quero que acabe. Já foi ontem. Espero que a imprensa respeite este meu lado, a forma como eu reajo a estas situações e até que eu regresse ao futebol penso que tenho direito a uma vida normal como estou a fazer agora. Sair para um pequeno passeio, ir ás compras. O United é passado."

Horas depois Mourinho emitiu um comunicado: "Levar uma vida normal até decidir voltar ao futebol"

Comunicado

"Foi um orgulho imenso trazer o emblema do Manchester United ao peito desde o primeiro momento e sinto que os adeptos do clube sabem-no. Tal como aconteceu nos anteriores clubes, trabalhei com gente maravilhosa e, claro está, a amizade de algumas delas ficará para sempre.

Creio que as pessoas conhecem os meus princípios profissionais e, sempre que termino um capítulo, gosto de demonstrar o meu mais profundo respeito sem fazer qualquer tipo de comentário. Espero que os meios de comunicação respeitem esta minha posição e me deixem levar uma vida normal até decidir voltar ao futebol.

Feliz Natal.

José Mourinho"

Exclusivos