Argentina de luto pela morte de herói do último título mundial

José Luis Brown marcou um dos golos à Alemanha da final do Campeonato do Mundo de 1986, que coroou pela última vez os argentinos como campeões do mundo.

O antigo futebolista José Luis Brown, campeão mundial pela Argentina em 1986, morreu aos 62 anos, vítima de doença de Alzheimer, anunciou esta segunda-feira o Estudiantes de La Plata, clube do qual era um dos maiores símbolos.

"Este é um dia de grande tristeza para a família albirroja. O nosso guerreiro José Luis Brown deixou-nos. A sua memória e o seu amor ao clube permanecerão para sempre", indica a conta oficial no Twitter do Estudiantes de La Plata, que o antigo defesa representou durante oito anos.

Brown foi o autor do primeiro golo na final do Campeonato do Mundo de 1986 - o único que o defesa marcou em 36 internacionalizações -, frente à República Federal da Alemanha (RFA), que a Argentina ganhou por 3-2, no Estádio Azteca, na Cidade do México.

O grande jogador daquela seleção, Diego Maradona, também fez questão de recordar o antigo companheiro. "Sem José Luis Brown nunca teríamos vencido o Mundial em 1986", escreveu nas redes sociais aquele que foi considerado o melhor futebolista do México 86.

No decorrer dessa final, Brown deslocou o ombro direito, mas acabou por não ser substituído, uma decisão heróica tomada pelo próprio jogador. "Disse ao médico: 'Nem pense em tirar-me'. Mordi a camisola, fiz um buraco, pus um dedo lá dentro e continuei a jogar. Passei por um milhão de coisas difíceis. Ia deixar de jogar uma final de um Mundial por causa do ombro? Só se fosse louco", revelou o defesa alguns anos depois.

Recorde aqui o golos da final do Mundial de 1986:

Exclusivos