A maratona do Melilla: 11 horas entre barco, autocarro e avião para defrontar o Real Madrid

Equipa espanhola está sediada numa cidade no norte de África. Sem orçamento para alugar um avião direto para Madrid, os jogadores terão pela frente uma deslocação dura e demorada.

O sorteio da Taça do Rei ditou que o Melilla, equipa espanhola da II Divisão B, se cruzasse no caminho do Real Madrid. O jogo da segunda mão está agendado para as 16.15 de quinta-feira (hora espanhola, menos uma em Portugal Continental), no Santiago Bernabéu, mas a viagem da equipa da cidade situada no norte de África vai começar ao início da madrugada desta terça-feira.

A saga, assim se pode chamar, vai ter início esta terça-feira à meia-noite e meia (hora em Espanha, menos uma em Portugal) e a comitiva só vai chegar ao hotel onde vai ficar hospedada em Madrid às 11.00 de quarta-feira - são 600 quilómetros em linha reta, mas é preciso atravessar o Mar de Alborão. O tempo da viagem podia ser encurtado caso o percurso fosse feito de avião (mas teria de ser alugado). O problema é que o orçamento da equipa não permite esse tipo de luxos. Mesmo assim, a equipa da II Divisão B gasta por ano cerca de 100 mil euros em deslocações.

A viagem de ferry até Málaga demora quase sete horas. A comitiva vai por isso dormir no barco e, mal cheguem ao porto de Málaga, seguem num autocarro até ao aeroporto da cidade. Às 9.20 de quarta-feira vão apanhar um avião que os levará finalmente até Madrid, onde têm chegada prevista para as 10.35. Do aeroporto seguem então para o hotel: mais uma hora de autocarro. Contas feitas, são quase onze horas de viagem.

Quando chegarem ao hotel, os jogadores do Melilla vão finalmente poder descansar um pouco e almoçar. Depois seguem para Valdebebas, local onde se situa o centro de estágio do Real Madrid, para realizarem um treino. O jogo está previsto para as 15.15 horas de quinta-feira. E após o apito final, regressam a casa, ou seja, mais onze horas de viagem. Resta dizer que no jogo da primeira mão, o Real Madrid (que viajou obviamente de avião até Melilla, num percurso que demorou apenas 50 minutos) goleou por 4-0.

Melilla é uma cidade autónoma espanhola, situada no norte de África, na parte oriental da cadeia montanhosa de Rif, na parte norte do cabo das Três Forcas e na margem do mar de Alborão. Marrocos reclama-a como parte integrante do seu território, mas o governo espanhol nunca manteve nenhuma negociação com o país africano a esse respeito nem nunca expressou intenção de o fazer.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG