465 milhões de euros e quatro anos depois, eis o novo estádio do Tottenham

Nova casa dos spurs terá o seu primeiro jogo oficial a 3 de abril, com o vizinho Crystal Palace como equipa visitante. Bancada sul com único anel para 17.500 espectadores inspirada no estádio do Borussia Dortmund, painel eletrónico a revestir o estádio à imagem do do Bayern Munique e relvado retrátil

Depois de quase quatro anos a ser construído e um custo total que rondará os 400 milhões de libras (465 milhões de euros), o novo estádio do Tottenham está prestes a ser inaugurado e deverá começar a ser utilizado em jogos oficiais já a partir de 3 de abril, quando os spurs receberem o vizinho Crystal Palace num jogo da liga inglesa.

Ainda assim, a partida inaugural será disputada este domingo, entre as equipas de sub-18 do Tottenham e do Southampton, mas com apenas parte das bancadas a estarem abertas. Na semana seguinte, a 30 de março, poderá registar-se a primeira enchente, num jogo entre lendas do Tottenham e do Inter no qual marcarão presença antigos craques como Robbie Keane, Van der Vaart, Berbatov, Stephen Carr, Jurgen Klinsmann ou Chimbonda.

A novo estádio do emblema londrino terá capacidade para 62.062 espectadores, quase o dobro do velhinho White Hart Line, casa dos spurs entre 1899 e 2017. Enquanto os direitos de naming não são vendidos, será referido como Tottenham Hotspur Stadium.

Projetado para ser multiusos, o recinto terá um campo de futebol retrátil, o que lhe permitirá jogos de futebol americano numa superfície artificial. Outra das principais novidades prende-se com a bancada sul, um anel único com capacidade para 17.500 espectadores, inspirado na chamada parede amarela do Signal Iduna Park, casa do Borussia Dortmund. Já o painel eletrónico que reveste a parte de fora do estádio e que brilhará em noites de jogos assemelha-se ao da Allianz Arena, estádio do Bayern Munique.

Por parte do seu perímetro coincidir com o do velho estádio, a equipa orientada por Mauricio Pocchetino jogou em Wembley durante o último ano e meio. A inauguração chegou a estar prevista para setembro do ano passado, mas problemas elétricos adiaram esse momento por mais uns meses.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG