12 membros de claques da Juventus detidos após denúncia do próprio clube

Adeptos acusados de associação criminosa, extorsão agravada, lavagem de dinheiro e violência

12 adeptos da Juventus, entre os quais líderes das principais claques do clube, foram detidos pela polícia italiana numa operação desencadeada após denúncia do próprio emblema de Turim, que tem Cristiano Ronaldo nas suas fileiras.

Segundo foi anunciado na manhã desta segunda-feira pelos procuradores, a vecchia signora denunciou vários crimes há cerca de um ano, depois de os dirigentes da Juve terem cortado algumas vantagens aos diversos grupos organizados de adeptos. Após investigação, os 12 membros de claques foram agora acusados de associação criminosa, extorsão agravada, lavagem de dinheiro e violência.

Entre os detidos estão os líderes das claques Drughi, Tradizione-Antichi valore, Viking, Nucleo 1985 e Quelli ... di via Filadelfia.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.