Wiggolly Dantas: "Portugal tem potencial e ondas. Admito vir morar para cá"

O brasileiro namora uma portuguesa há quatro anos. Sempre que cá vem sente-se em casa e por isso admite mudar-se de vez. Wiggoly Dantas é o surfista mais português do circuito mundial

Tem uma namorada portuguesa, bons amigos aqui e convive regularmente com a nossa cultura. Até agora o que mais o impressionou ao longo deste intercâmbio?

Acho que a comida e o povo em si, também. As pessoas são muito amigas. Estou muito dividido entre Portugal e o Brasil e isso é bom. Sinto-me muito bem sempre que cá venho, é um lugar muito especial para mim, também porque foi aqui que me classifiquei no ano passado. Sinto-me sempre bem-vindo, ainda mais por ter uma namorada portuguesa.

Sentiu na pele certas diferenças culturais quando começaram a namorar?

(Risos) Foi um pouco estranho, tive de me adaptar bastante, há coisas que não têm nada que ver, mas isso com o tempo passou. As portuguesas têm muitos amigos e o jeito de pensar e de estar delas é diferente.

Sei que gostaria muito de morar no Havai ou na Califórnia. Caso isso não seja possível, imagina-se a viver aqui em Portugal?

Com certeza! Eu e a minha namorada temos conversado e negociado. Estou a tentar ir morar para a Califórnia, pois é mais fácil para viajar, mas Portugal tem um potencial muito bom, altas ondas e de todo o tipo. Como disse, eu e a Joana estamos a conversar e admito vir morar para cá.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG