Candidato único às eleições apela à "união" dos adeptos

Vítor Hugo Valente, candidato único às eleições desta quinta-feira no Vitória de Setúbal, apelou à união dos adeptos do clube numa sessão que juntou cerca de 200 pessoas na sede da União Setubalense, coletividade centenária da cidade sadina.

O advogado, de 57 anos, que viu quarta-feira a mesa da Assembleia Geral revogar a decisão da exclusão da sua lista (A), tornando-a a única candidata a sufrágio, após a saída da lista B, de António Santos, da corrida eleitoral, frisou a importância de "todos remarem para o mesmo lado".

"A união será o mote para todos os vitorianos. A partir do dia 22, os sócios serão sempre o motor da vida do clube e, se o fizerem unidos, teremos sempre mais força para enfrentar quem não gosta do Vitória", disse.

O antigo presidente da SAD não escondeu satisfação por ver a sua lista readmitida pela mesa da Assembleia Geral.

"Estivemos 15 dias a lutar pela nossa razão e pela nossa verdade. Só lutámos porque entendemos que os sócios têm o direito de escolher livremente o querem para os seus destinos. Felizmente, conseguimos que hoje [quarta-feira] nos fosse reconhecida esta mesma razão", sublinhou.

Vítor Hugo Valente teceu ainda algumas considerações sobre as medidas implementar no mandato que irá cumprir até março de 2020.

"Mantemos a promessa de rever os estatutos e atualizá-los bem como criar um regulamento eleitoral que evite situações como estas. Não somos rancorosos o que conta a partir de agora é o futuro", afirmou.

As eleições para a direção do Vitória de Setúbal, que vão eleger Vítor Hugo Valente como sucessor de Fernando Oliveira na presidência, decorrem entre as 10 e 22 horas de quinta-feira no pavilhão Antoine Veige, em Setúbal.

Exclusivos