Teresa Bonvalot e Kikas Morais integram programa olímpico

A Federação Portuguesa de Surf anunciou os dois primeiros atletas que vão ser preparados com o objetivo de estar em Tóquio 2020

A Federação Portuguesa de Surf (FPS) anunciou esta terça-feira que os surfistas Teresa Bonvalot e Frederico Kikas Morais são os primeiros nomes a integrar o programa para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

Em comunicado, a FPS afasta ainda a possibilidade de o surfista norte-americano Garrett McNamara - que "terá mostrado interesse em ajudar na promoção durante as provas olímpicas", referem - vir a "dar a cara pelo país e ajudar na promoção durante as provas olímpicas".

"Os atletas portugueses têm todas as características e potencialidades para se tornarem nos porta-vozes e embaixadores do surf português no contexto internacional. Além deles, a nossa equipa técnica está mais do que completa e tem feito um trabalho incrível e com resultados excelentes a nível internacional", referiu João Aranha, presidente da FPS, citado no comunicado.

O Comité Olímpico Internacional (COI) aprovou em dezembro cinco novas modalidades para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, entre as quais o surf, escalada, karaté, skate e basebol/softball.

A este propósito, a FPS realça que Frederico Morais, bicampeão nacional de surf, e Teresa Bonvalot "são uma excelente aposta para a representação de Portugal" e "só eles serão capazes de divulgar e reforçar o surf português no panorama olímpico".

"Por parte da equipa técnica, existe uma forte convicção de que a participação será uma realidade e que estes dois surfistas estão em ótimas condições para fazer uma competição de bom nível. Por isso já começamos a trabalhar em conjunto para potenciar as suas prestações, sem esquecer outros nomes, a incluir brevemente na lista, e que também são excelentes competidores, com provas dadas a nível internacional", afirmou, por seu turno, Miguel Moreira, diretor técnico nacional da FPS.

A FPS prometeu ainda divulgar em breve mais nomes que vão integrar "uma equipa jovem e forte" na preparação para os Jogos Olímpicos e "levar o nome de Portugal na modalidade desportiva de Surf ainda mais longe".

Exclusivos