TAS obriga FIFA a tomar medidas para admitir Gibraltar

Membro da UEFA desde 2013, a federação de Gibraltar luta pela integração na FIFA há 20 anos

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) deu razão parcial ao recurso apresentado pela Federação de Futebol de Gibraltar (GFA) e solicitou à FIFA para que remeta ao seu congresso a admissão do território.

A GFA tinha apresentado um recurso contra a decisão do Comité Executivo da FIFA, a qual, a setembro de 2014, defendia que o território ultramarino britânico não cumpria os requisitos para ser admitido como membro.

Na sua decisão, o TAS diz que o caso terá que ir a congresso da FIFA e que o organismo deverá tomar "sem demora" todas as medidas necessárias para admitir Gilbraltar como membro de pleno direito do organismo máximo do futebol mundial.

Gibraltar, que é membro da UEFA desde maio de 2013, luta há 20 anos por ter os mesmos direitos na FIFA.

Os juízes do TAS consideram que tem que ser a FIFA a integrar Gibraltar e não este tribunal sediado em Lausana, razão pela qual dão razão à GFA, mas parcial por não responderem ao recurso que instava ser o tribunal a fazê-lo.

Entretanto, a FIFA já reagiu e, em comunicado, disse que a questão será discutida em reunião a 09 e 10 de maio, admitindo a inclusão de uma adenda ao último congresso, de "forma a submeter o pedido de integração na FIFA da Federação de Gilbratar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG