Sunderland mantém David Moyes apesar de "comportamento inaceitável"

O clube inglês anunciou a continuidade do treinador depois de este ter ameaçado esbofetear uma jornalista

O clube inglês de futebol Sunderland anunciou esta terça-feira a continuidade do treinador escocês David Moyes, envolto em polémica depois de ter ameaçado esbofetear uma jornalista, embora descreva o comportamento como "inaceitável".

O técnico, de 53 anos, ameaçou esbofetear a jornalista Vicki Sparks, da BBC, depois do jogo com o Burnley, em 18 de março.

"O clube, como o treinador, expressou o maior arrependimento à jornalista e tratou o caso com diligência", explicou o lanterna-vermelha da 'Premier League', em comunicado, no qual acrescenta que vai manter o técnico, ainda que "tal comportamento não será tolerado".

O escocês, que treina os 'black cats' desde o início da temporada, revelou na segunda-feira, em conferência de imprensa, que a ameaça "saiu no calor do momento" e que já tinha falado com Sparks, que "aceitou o pedido de desculpas", dado confirmado por um porta-voz da BBC.

Sparks, jornalista da BBC, tinha perguntado ao treinador se se sentia mais pressionado pela presença do dono do clube, Ellis Short, na bancada, o que Moyes negou antes de lhe dizer para "ter cuidado".

"Ainda podes levar uma bofetada, mesmo sendo mulher. Tem cuidado da próxima vez que apareceres", atirou o técnico, numa altura em que pensava que as câmaras já estavam desligadas.

O comunicado do clube reforçou "total confiança em David Moyes, garantindo ainda que "a BBC e a jornalista aceitam as medidas tomadas" em relação ao caso.

Spark não apresentou queixa do momento, mas o treinador dos 'black cats' foi criticado pela Associação de Mulheres no Futebol em Inglaterra, bem como pelo antigo internacional inglês Gary Lineker, enquanto a associação de futebol inglesa (FA) está à "espera de observações" do Sunderland, no qual joga oguarda-redes português Mika, sobre o incidente.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.