Vercauteren diz que o Sporting tem que "começar do zero"

Franky Vercauteren queixa-se da arbitragem de Rui Costa, que expulsou Eric Dier quando o resultado ainda estava 0-0, e apela a "tempos de mudança" em Alvalade.

Franky Vercauteren "violou" um dos seus princípios e apontou à arbitragem de Rui Costa como uma das causas para o Sporting ter saído derrotado de Vila do Conde, ante o Rio Ave, por 3-0. O técnico belga não ficou convencido com a decisão do árbitro ao expulsar o inglês Eric Dier, perto do intervalo, quando o nulo ainda se registava no marcador.

"Foi um mau resultado, mas tempos outras coisas para fazer. Aconteceram algumas coisas no jogo das quais nos podemos queixar. Houve uma falta quando se ataca a bola em que o árbitro mostrou vermelho e outra em que não atacaram a bola e o árbitro mostrou amarelo. Acho que hoje houve dois critérios em campo", criticou o técnico belga, ele que tinha dito que não comentava arbitragens quando chegou a Portugal.

"Este é um recomeço. Temos de recolocar os níveis a zero e seguir em frente. Vamos ter de começar do zero e não pensar no passado. Não é fácil, mas temos de aprender a lição. É tempo de mudanças e altura de deixar as coisas bem clarificadas. E isso é uma missão do clube", prosseguiu o técnico.

Franky Vercauteren foi muito contestado pelos adeptos do Sporting à saída de Vila do Conde, enquanto Godinho Lopes "fugiu" dos adeptos e saiu pela porta destinada aos jogadores do Rio Ave. Entre os jogadores, Rui Patrício, Rinaudo e Diego Capel foram os únicos que não tiveram protestos e insultos direcionados para eles próprios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG