Veloso promete ano em grande

Um golo estrondoso do esquerdino custou a Domingos a primeira derrota na época ante um grande.

Carlos Carvalhal conseguiu ontem derrubar o Braga e tornar-se assim o primeiro treinador de um dos grandes a causar um dissabor a Domingos Paciência. O líder do campeonato, que já venceu esta época FC Porto, Benfica e "vinha" de vitória em Alvalade (segunda jornada da Liga), não resistiu a um golo monumental de Miguel Veloso, que decidiu o encontro (2-1).

De fora da área, em zona central, o esquerdino não deu qualquer hipótese e Kieszek e "carimbou" um triunfo que a actuação do Sporting na segunda parte acabou por justificar. Apesar de Alan ter igualado o marcador logo aos 49', os minhotos foram incapazes de aproveitar a embalagem e ficaram à mercê dos lances de contra-ataque dos anfitriões, com particular destaque para a ocasião desperdiçada por Izmailov aos 59'.

Consciente das opções de risco tomadas por Domingos, que a meio do jogo lançou Matheus (que desastre…) e Paulo César (entrou muito bem), abdicando de Madrid e de Diogo Valente, o treinador do Sporting chegou ao ponto de apostar em Pereirinha como segundo avançado. A ideia, claro, era explorar as transições ofensivas de uma equipa que nos últimos 15 minutos deparou com um adversário num 3x4x3, já que Domingos fez questão de cair de pé e trocou Filipe Oliveira por Paulão, dando ordens para o Braga acabar com três defesas.

Privado de Hugo Viana, o treinador dos bracarenses resolveu apostar num 4x4x2 mais "clássico", que encaixou tacticamente no Sporting. Carvalhal escolhera Adrien para o lado de Moutinho, com Veloso a descair para a esquerda, recriando o sistema que já funcionara na Figueira da Foz. Aí também a pontaria de Saleiro (o primeiro a bater Kieszek) ajudou à conquista de mais três pontos. Sem Liedson, o jovem Saleiro vai resolvendo e este domingo até teve a ajuda de um avançado chamado Pereirinha. Tão levezinho como os pesos-pesados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG