Sporting à procura da primeira vitória de sempre em Espanha

Leões defrontam na quinta-feira o Atlético de Madrid. Em 15 jogos nas provas europeias nunca ganharam no país vizinho

Em 15 deslocações ao país vizinho em provas europeias (Taça das Cidades com Feiras incluída) desde 1965, o Sporting nunca conseguiu vencer equipas espanholas. Nesta quinta-feira os leões jogam no Wanda Metropolitano diante do Atlético de Madrid a primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa e vão tentar fazer o que nunca conseguiram em toda a sua história: vencer em solo espanhol.

O saldo dos leões em jogos fora com equipas espanholas é francamente negativo. As 15 partidas disputadas saldaram-se em 12 derrotas e apenas... três empates. Curiosamente, uma dessas igualdades foi precisamente frente ao Atlético de Madrid, em março de 2010, num jogo que terminou com um empate a zero. O Sporting viria a ser eliminado da Liga Europa uma semana depois, ao empatar a dois golos em Alvalade, com dois golos do argentino Kun Agüero, que anularam os tentos de Liedson e Polga.

Os outros dois empates aconteceram diante da Real Sociedad, em 1988, e com o Sevilha, no ano de 1983, ambos em jogos da já extinta Taça UEFA. Este empate com andaluzes permitiu aos leões seguir em frente na prova, pois na primeira ronda, em Alvalade, tinham ganho por 3-2. Diante da Real Sociedad de nada valeu a igualdade, pois a equipa basca, na altura treinada por John Toshack, ganhou em Lisboa por 3-2 aos leões orientados por Pedro Rocha.

Excetuando estes três empates, o Sporting nunca conseguiu vencer adversários em Espanha. O resultado mais volumoso aconteceu em outubro de 2010, na fase de grupos da Liga dos Campeões. O sorteio colocou o Real Madrid no caminho dos leões e o jogo terminou com um 4-0 a favor dos merengues, na altura orientados por Vicente del Bosque e com um craque que dava pelo nome de Luís Figo. Guti, Sávio e Morientes (2) foram os carrascos da equipa que era treinada por Augusto Inácio e em que alinhavam jogadores como César Prates, Beto, André Cruz, João Vieira Pinto, Pedro Barbosa e Acosta.

Se contabilizarmos todos os jogos disputados fora e em casa nas provas europeias, o saldo contra os espanhóis é igualmente negativo. Num total de 29 partidas, os leões venceram oito, empataram cinco e perderam 16. Aliás, o clube de Alvalade perdeu os últimos cinco jogos disputados diante de emblemas espanhóis. O último triunfo foi em casa, com o Ath. Bilbau, em abril de 2012 (2-1).

Um forte chamado Wanda

Praticamente de fora da luta pelo título nacional, como aliás Jorge Jesus admitiu no final da derrota com o Sp. Braga, o Sporting vê na Liga Europa (e também na Taça de Portugal) a salvação de uma época em que já conquistou a Taça da Liga. Mas se esta estatística (de nunca ter ganho em solo espanhol) é assustadora, o nome do adversário também impõe (muito) respeito.

A equipa treinada pelo argentino Diego Simeone é segunda classificada na Liga espanhola, a nove pontos do líder Barcelona e com quatro de vantagem sobre o Real Madrid. E há aqui mais um dado importante: desde que jogam na nova casa, o Wanda Metropolitano (a partir de 16 de setembro de 2017), em 25 jogos só por duas vezes foram derrotados: a 27 de setembro na receção ao Chelsea para a Champions e em janeiro com o Sevilha nos quartos--de-final da Taça do Rei. Ou seja, o novo estádio tornou-se uma espécie de caixa-forte da equipa em que alinham, entre outros, o guarda-redes ex-Benfica Jan Oblak e os temíveis avançados Antoine Griezmann, Diego Costa e Fernando Torres.

Entre os dois jogos frente ao Sporting (5 e 12 de abril), o Atlético de Madrid defronta no próximo domingo o rival Real Madrid no Santiago Bernabéu. Mas o treinador Diego Simeone já deu a entender que não vai fazer poupanças contra os leões e disse inclusivamente que quer os seus jogadores unicamente concentrados na partida da Liga Europa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG