"Queremos qualificar-nos para os oitavos de final"

Numa entrevista a um site grego, o presidente leonino apontou os principais jogadores do campeão helénico, falou da sua fama de ser duro a negociar e colocou a fasquia bem lá em cima

Bruno de Carvalho não se deslocou à Grécia, devido a uma gripe, mas isso não o impediu de dar uma entrevista ao site grego SDNA.

O líder dos verdes e brancos falou da sua relação com Karembeu, antigo internacional francês e atual diretor desportivo do Olympiacos, e revelou que o Sporting tem como objetivo qualificar-se para a próxima fase da Liga dos Campeões, isto apesar de ter como adversários Barcelona e Juventus, para além do Olympiacos: "O início de uma competição como a Liga dos Campeões é sempre importante. Com todo o respeito pelo meu amigo Karembeu, vamos à Grécia para ganhar. O nosso grupo é muito forte, temos a Juventus, finalista da Champions na época passada, e o Barcelona, um dos maiores clubes do planeta. Mas isto não nos assusta. Na época passada fomos a Espanha e à Alemanha e olhámos o Real Madrid e o Borussia de Dortmund nos olhos, o que surpreendeu muita gente. Mas a verdade é que essa é a nossa cultura, o nosso nível e a nossa dedicação constante ao clube. Não estamos aqui para lutar pelo terceiro lugar, porque quem faz isso fica condenado a perder. Temos os pés assentes na terra mas queremos qualificar-nos para os oitavos de final."

Sobre o adversário desta noite, Bruno de Carvalho constatou que "é o clube grego com mais prestígio internacional e ganhou dez títulos na última década" tendo ainda dado a sua opinião técnica sobre os futebolistas mais importantes do adversário. "O Olympiacos tem uma equipa muito equilibrada, com jogadores como Fortounis e Marin a fazer a diferença. Na equipa também há um jogador que, estranhamente, não estará no jogo contra nós e que é um grande talento da nossa Academia, o André Martins, um membro da nossa família. E também há outros jogadores talentosos, como Sebá, Diogo Figueiras e El Fardou Ben", referiu.

Depois de sublinhar que o Sporting tem um "excelente treinador e futebolistas fantásticos", Bruno de Carvalho falou sobre transferências de jogadores.

"Neste trabalho temos de ter a habilidade de valorizar os nossos ativos. Os clubes que não fazem parte da elite económica do futebol têm de fazer boas vendas para continuarem viáveis economicamente. Do ponto de vista económico é extremamente importante para nós conseguir um crescimento sustentado. No Sporting, infelizmente, nem sempre foi assim. Desde que estou na presidência, há cinco anos, já fizemos as duas maiores vendas da história do clube e a maior de um jogador português para o estrangeiro. Tenho a reputação de ser duro nas negociações e isso é verdade. Ponho o bem do Sporting à frente de tudo o resto e defendo o clube. E, na Europa, todos os clubes sabem que quem quer os nossos jogadores têm de pagar o que nós achamos correto. Os saldos no Sporting acabaram."

Exclusivos