"Quando eu falo de arbitragens pedem para ser castigado..."

Bruno de Carvalho lamentou que quando são os outros a criticar a arbitragem, Vítor Pereira venha defender que os árbitros e dizer que eles já tinham admitido que erraram.

O presidente do Sporting considera haver dois pesos e duas medidas nas reações às críticas à arbitragem por parte dos presidentes dos clubes, nomeadamente António Salvador (Braga) e Pinto da Costa (FC Porto).

"Pinto da Costa teve uma entrevista nos termos que quis e Vítor Pereira, no dia seguinte, veio dizer que o árbitro tinha reconhecido os erros. António Salvador, presidente do Sp. Braga, disse o que disse da arbitragem, e no dia seguinte Vítor Pereira informou que Olegário Benquerença tinha percebido os erros. Das duas, uma: ou fazem-me de parvo ou anda tudo louco, até porque fui um anjinho perto daquilo que os outros disseram", defendeu.

Bruno Carvalho criticou ainda Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem da Federação:"O Sporting pediu uma reunião com Vítor Pereira e transmitiu quase tudo o que apareceu na documentação do Sporting. Ele ouviu e concordou com muita coisa, mas depois veio a público dizer que as propostas do Sporting pouco acrescentavam ao futebol. E não foi nada bonito."

E esclareceu as críticas."Este ano insurgi-me com duas arbitragens específicas. Duas, até agora. E, na altura, foi dito, pelos responsáveis da arbitragem, que o presidente do Sporting devia ser punido de forma exemplar. Mas em ambos os casos foi-me dada razão pelos especialistas ou comentaristas, e, inclusivamente, por aqueles a quem nos queixamos. E isto mostra como está o futebol português", disse o líder leonino na SIC Notícias.

Bruno de Carvalho admitiu ainda que Elias é uma "espinha encravada", que será resolvida quando tiver de ser e sem prejudicar o Sporting. O pai do jogador, Eliseu Trindade, anunciou esta segunda-feira, que o médio pretende avançar com uma queixa junto da UEFA e da FIFA, por dívidas do clube.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG