Paulo Pereira Cristóvão acusado de sete crimes

Caso José Cardinal motiva a acusação de sete crimes a antigo vice-presidente do Sporting. MP requereu proibição de qualquer atividade no dirigismo desportivo

O ex-vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, juntamente com o sócio gerente da sociedade comercial, foi acusado pelo DIAP de sete crimes relativo ao caso Cardinal, no qual o árbitro assistente José Cardinal viu uma quantia ser depositada na conta bancária no valor de dois mil euros dias antes do jogo Marítimo-Sporting

Cristóvão foi assim acusado de um crime de burla qualificada, um crime de branqueamento de capitais, um crime de devassa por meio de informática, dois crimes de peculato, um crime acesso ilegítimo qualificado, um crime de denúncia caluniosa qualificada.

O Ministério Público requereu ainda a proibição de Paulo Pereira Cristóvão exercer qualquer atividade no dirigismo desportivo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG