Mourinho foi treinador do Sporting... duas horas

José Mourinho sentou-se para ver a conferência de imprensa onde deveria ter sido anunciado como treinador, mas acabou por assistir ao contrário.

É uma história já por demais conhecida, mas José Veiga torna agora a sua versão pública: o Sporting esteve à beira de contratar José Mourinho em 2001, mas pressões de última hora impediram que o técnico português fosse para Alvalade.

"O Mourinho era treinador do Sporting quando uma pessoa responsável saiu de uma reunião connosco. Tudo mudou em duas horas, o tempo que demorámos a chegar a Alvalade. Duas horas depois, estava o Mourinho a ver a conferência de imprensa, a pensar que iria ser anunciado como treinador, mas aconteceu o contrário", contou José Veiga, na altura empresário do treinador, no programa Linha da Frente, da RTP.

"Em duas horas deixou de ser treinador do Sporting, porque os dirigentes tiveram receio. E ele obviamente que ficou estupefacto, de boca aberta", contou Veiga, revelando que o problema surgiu quando "o Sporting cedeu a pressões" e "o clube começou a ser comandado de fora para dentro".

Em dezembro, recorde-se, foi Luís Duque, ex-administrador da SAD leonina, a explicar porque é que José Mourinho não foi para Alvalade. "Notáveis, como Pedro Baltazar, impediram que José Mourinho fosse para o Sporting. Provavelmente teríamos tido a melhor década da história do clube", lamentou o dirigente, que estava na conferência de imprensa onde deveria ter sido anunciado o nome de Mourinho. Os sócios, porém, insurgiram-se contra essa possibilidade. "Mourinho!? Jamais!", ouviu-se na sala.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG