"Jesualdo Ferreira vai estragar a carreira" no Sporting

Manuel José percebe que os jogadores queiram sair de Alvalade, diz que "não é impensável o Sporting descer de divisão" e considera que os leões só despedem treinadores para "segurar" Godinho Lopes.

O experiente treinador português Manuel José, que treinou o Sporting na década de 80, considera que, por esta altura, "não é impensável o Sporting descer de divisão". "O River Plate é o clube com mais títulos na Argentina e desceu de divisão, tal como o Palmeiras [Brasil]", exemplificou o técnico, em entrevista à Antena 1, onde fez uma análise ao passado recente e presente de Alvalade.

"Não ponho em causa as capacidades de Vercauteren mas penso que o Sporting merecia uma pessoa com mais experiência e maior conhecimento do futebol português. Substituíram treinador atrás de treinador... Domingos era um projeto de futuro e já mostrou que tem qualidade. Mas, aos mínimos resultados, os dirigentes não aguentam e o mais fácil é mudar de treinador. Depois foi o Sá Pinto, que é uma figura incontornável do clube, que tem uma relação muito forte com os adeptos. Foi tudo um pouco para segurar o presidente", frisou.

Amigo de longa data de Jesualdo Ferreira, Manuel José não hesitou em considerar que o novo coordenador técnico do futebol dos leões cometeu um erro ao assinar pelo Sporting. "O que se subentende nesta contratação é que Jesualdo vai ser treinador do Sporting e, se assim for, foi um erro estratégico dele porque, nem vai resolver os problemas do Sporting, nem o vai ser campo. Da forma como o Sporting está, põe a carreira de manager e treinador em risco", justificou, acrescentando que "Jesualdo vai estragar a sua carreira e deitar por terra tudo o que construiu até aqui".

Godinho Lopes, Jesualdo Ferreira e Franky Vercauteren, avança o DN na sua edição desta quinta-feira, já definiram uma lista de oito atletas a 'cortar' em janeiro, nomeadamente Boulahrouz, Carriço, Xandão, Elias, Pranjic, Adrien, Izmailov e Jeffrén. Manuel José falou do russo e do central português. "Izmailov faz lembrar Aimar. São dois jogadores de grande qualidade, o Aimar tem mais, mas fazem dois ou três jogos e estão lesionados um mês. Não ponho em causa a qualidade de Izmailov mas há dois anos que devia ter saído. Não se perde grande coisa. Se sair para o FC Porto, ou para outro clube qualquer, que acredito que vá melhorar já que as lesões têm sido uma constante. Ter um jogador de qualidade que raramente joga, serve para quê?", questionou.

Sobre Daniel Carriço, que é esta quinta-feira apontado ao Benfica pelo Jornal de Notícias, Manuel José defende que é justificável que o central queira sair de Alvalade. "A agressividade e hostilidade do público é permanente e um jogar com possibilidades, como o Carriço, quer ver-se livre daquilo. Por muito sportinguista que seja, isso deve passar para segundo plano, porque um jogador quer sentir-se confortável a jogar, que o apoiam e que pode errar", justificou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG