Vukcevic quer voltar a ser o melhor parceiro para Liedson

Manuel Fernandes aprova; clube tem  de comprar restantes 50% do passe ou transferir  o montenegrino até ao final da temporada 2010/11

O Sporting procura um avançado no mercado, mas Paulo Bento arrisca fazer a época apenas com Liedson, Postiga, Djaló e Saleiro. Quem será o melhor parceiro para o camisola 31 com a saída de Derlei? Os leões precisam de outro avançado? Para Manuel Fernandes "há jogadores no actual plantel que podem fazer dupla com Liedson". Mas, "depende do jogo e do adversário, por vezes será Djaló mais útil, outras, Postiga", explicou ao DN o actual treinador do Leiria, lembrando que também Vukcevic já fez dupla com o camisola 31 e "não se deu nada mal".

Simon Vukcevic também é uma hipótese credível. Antes dos problemas disciplinares da última temporada, o internacional do Montenegro foi o parceiro mais eficaz de Liedson. Em 2007/08 marcou dez golos (sete na Liga, dois na Taça da Liga e um na UEFA) e o brasileiro fez 19.

Na Liga 2008/09 o camisola 31 (1,75 m, 63 kg) obteve 26 jogos e marcou 17 golos; Postiga (1,82 m, 79 kg) marcou seis em 21 encontros; Djaló (1,71 m, 70 kg) facturou por uma vez em 16 partidas e Vukcevic (1,79 m, 77 kg) ainda marcou quatro golos em 13 jogos. Derlei (1,75 m, 72 kg) foi o segundo melhor marcador da equipa, com sete tentos em 23 jogos.

Além disso, o montenegrino é aquele que se assemelha mais com o estilo guerreiro e as características de re-mate de Derlei. Jogar como segundo avançado é mesmo o lugar onde ele mais gosta de jogar e acha que rende mais.

No losango, Vukcevic perde lugar para Moutinho, Fernández e Izmailov (quando recuperar) e o ataque pode ser uma solução, apesar de Paulo Bento não ser um defensor dessa hipótese.

O Sporting ainda não tem condições para resgatar a totalidade do passe de Vukcevic. Os 50% que estão na posse do Satur custam dois milhões de euros e o clube ainda tem mais um ano para exercer a compra. Em Dezembro, o ex-presidente Soares Franco admitia fazê-lo no final da época, pois não tinha "a mínima possibilidade de desembolsar dois milhões de euros em Janeiro". Mas, segundo o DN apurou, essa não é uma prioridade de José Eduardo Bettencourt.

Na época passado os leões chegaram a comunicar aos russos a intenção de o fazer, mas os problemas disciplinares do montenegrino abortaram as negociações. Agora têm mesmo de o fazer até ao final da terceira época de contrato (2010/ /11). Caso contrário, o atleta tem de ser vendido ou regressar à Rússia. E para que o Sporting accione a compra dos restantes 50% o jogador terá de mostrar mais em campo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.