Prioridade de Costinha é vender passe de Vukcevic

Director para o futebol quer limpar balneário antes  de atacar o mercado e mantém porta aberta a todos os empresários

Costinha já definiu as prioridades para o mercado e vender o passe de Vukcevic é a primeira da lista, segundo o DN apurou. O montenegrino de 24 anos já foi informado de que o Sporting não conta com ele e que não vai comprar os restantes 50% do passe que estão na posse do Saturn (Rússia).

O camisola 10 dos leões não faz parte dos convocados desde que lhe foi comunicada a intenção dos leões, somando já quatro jogos seguidos na bancada e apenas 36 minutos jogados em 12 jogos com Carlos Carvalhal.

A administração da SAD informou o empresário do jogador da decisão e fez também saber a outros empresários que aceita propostas, de preferência acima dos oito/dez milhões de euros, para recuperar os dois milhões pagos em 2007, e porque o Saturn tem direito a 50% da verba de uma futura venda. Certo é que os leões preferem vender, mas não colocam de parte o empréstimo.

Mas o futebolista quer sair de vez de Alvalade."É preferível que saia em definitivo. Mas é preciso que cheguem propostas concretas pelo jogador, algo que ainda não aconteceu", disse Stojadinovic, confirmando que o atleta já tem o carro e a casa em Lisboa à venda.

O director para o futebol profissional do Sporting está a receber os empresários que lhe pedem reuniões e nega exclusividade do mercado a Jorge Mendes, soube o DN.

Uma ideia que vai de encontro ao que o presidente do Sporting disse no Canadá. "Os nossos principais competidores trabalham de forma aproximada, envolvendo o Jorge Mendes em muitos negócios que têm sido até belíssimos. Só pode ser brincadeira de mau gosto para desinformar e intoxicar os sportinguistas. Não há nenhuma razão nisso", garantiu Bettencourt.

Certo é que o dossier "dispensas" tem prioridade face a contratações e tal como o DN já noticiou a "limpeza" está em marcha e um terço dos jogadores do actual plantel pode sair de Alvalade no Verão.

Ao nível das contratações Costinha já fez saber que não fecha as portas a nenhum negócio. E vai dar primazia à contratação de um guarda-redes, um defesa-central, um lateral esquerdo e um médio. Mas o critério é simples: bom e barato. E por isso o defesa central Vida do Dínamo de Zagreb fica em stand by. Até porque Costinha não ficou impressionado com o desempenho dele frente ao Lokomotiv, em que jogou a lateral-direito.

Ler mais

Exclusivos