Internacional argentino fechado por quatro épocas

Já estava seguro, mas agora está fechado: Fabián Rinaudo será jogador do Sporting até 2015.

O contrato de quatro épocas foi acertado e já há acordo total com o Gimnasia La Plata, que vai receber pouco mais de 500 mil euros por metade do passe do internacional argentino de 24 anos. O salário do jogador também já foi acertado com o empresário Marcelo Simonian (o mesmo de Grimi e Falcao). Rinaudo vai receber cerca de 480 mil euros por ano. O jogador será apresentado depois de acabar o torneio Clausura no dia 19. "É um médio aguerrido e pode adaptar-se muito bem ao futebol europeu. Será um excelente reforço. O seu tipo de jogo é parecido ao de Mascherano", disse ao DN o técnico argentino José Pekernan.

Lateral em cima da mesa para o lugar de Wendt

Gilton Ribeiro. É um dos nomes que o Sporting tem em carteira para o lado esquerdo da defesa. O clube leonino voltou ao mercado para procurar um lateral depois de o sueco Wendt (a primeira escolha) ter optado pela proposta de um clube alemão.

Takashi Usami. O jornal Sponichi revelou que o Sporting fez uma proposta formal ao Gamba Osaka por Takashi Usami, médio de 19 anos. Mas, segundo soube o DN, o japonês não é um dos três jovens que os leões querem - depois de Carrilo (avançado de 19 anos) e Arias (lateral direito de 19 anos), que deve assinar por cinco épocas.

Ler mais

Exclusivos

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.