Jesus disposto a ouvir ofertas do estrangeiro mas para já não pensa sair

Técnico encontrou-se com José Maria Ricciardi. "Um encontro fortuito. Mas gostava que ele ficasse", disse o banqueiro ao DN

No tabuleiro de uma espécie de jogo de xadrez em curso entre Jorge Jesus e Bruno de Carvalho neste final de época, o técnico realizou mais um lance estratégico e mostrou-se disponível para ouvir propostas do estrangeiro. Ainda assim, ao que o DN apurou, Jorge Jesus não decidiu, pelo menos para já, deixar o Sporting. E a sua permanência é querida por algumas personalidades do universo leonino, como é o caso do banqueiro José Maria Ricciardi, com quem se encontrou ontem num hotel de Lisboa.

"Foi um encontro fortuito. Se quisesse fazer uma reunião não ia para o bar do Ritz. Fui a esse hotel, até estava lá o Dr. Jorge Coelho, encontrar-me com um banqueiro inglês meu amigo. Quando estava na mesa o Jorge Jesus apareceu, levantei-me e falei uns minutos com ele. Não tenho nada que fazer reuniões, aprendi a respeitar as funções de cada um", referiu José Maria Ricciardi ao DN, confessando a sua preferência. "Já disse que sim, que gostava que Jorge Jesus ficasse, não escondo isso. Mas isso não me cabe a mim decidir. A minha opinião é de que ele deve ficar, mas se decidirem o contrário não o posso impedir, como deve calcular. Espero bem que ele não saia", finalizou.

No entanto, o DN sabe que o técnico reforçou a sua autorização junto de Jorge Mendes, empresário com quem tem trabalhado com maior regularidade ao longo dos tempos, para que o agente de Ronaldo e de Mourinho possa falar do seu nome além-fronteiras. Inclusivamente, Jesus já foi sondado por um empresário para avaliar a sua disponibilidade em relação a uma possível transferência para o Marselha de Rolando, seu ex-jogador, isto apesar de o clube do Sul de França ter contratado Rudi Garcia até 2019 em dezembro último.

Contactado pelo DN, Alexandre Roset, diretor de comunicação do Marselha, limitou-se a dizer "não comento" sobre a possibilidade de Jesus interessar ao clube gaulês tendo em vista a próxima época.

Jorge Jesus está disposto a ouvir propostas do estrangeiro mas não pensa, pelo menos para já, deixar o Sporting, isto apesar de se ter sentido visado por Bruno de Carvalho após a derrota com o Belenenses.

Por realizar está uma reunião entre presidente e treinador para se perceber se há convergência de ideias sobre a próxima época. Relembre-se que Bruno de Carvalho já disse que o seu projeto assenta na formação ao passo que Jesus, no recente congresso organizado pelos leões, defendeu que devem ser os treinadores a escolher os jogadores.

É aqui que as partes podem extremar posições. Os próximos dias são decisivos. Contudo, Jesus está ainda mais perto, neste momento, de ficar em Alvalade do que sair.

O DN tentou contactar o treinador, mas este não atendeu. Já fonte da Gestifute referiu ao nosso jornal que a empresa propriedade de Jorge Mendes "não costuma comentar" o seu modus operandi. Por último, fonte do Sporting reforçou o facto de Jesus ser treinador dos leões até 2019. De resto, sabe o DN que a preparação da próxima temporada tem sido objeto de conversas regulares desde fevereiro entre Bruno de Carvalho e Jorge Jesus.

Ler mais

Exclusivos