Bruno de Carvalho reage a suspensão: "Aqui está a golpada"

Bruno de Carvalho garantiu que vai continuar a trabalhar, porque não reconhece qualquer legitimidade a este Conselho de Fiscalização

O presidente do Sporting esperou apenas alguns minutos para reagir à suspensão, anunciada em conferência de imprensa pelo Conselho de Fiscalização do clube esta quarta-feira: "Aqui está a golpada que estou a falar faz 2 semanas. Este pelotão de fuzilamento que se autointitula Comissão de Fiscalização foi criado para isto".

No Facebook, Bruno de Carvalho considera que esta é uma "tomada de poder à força", "completamente ilegal", e em declarações à SIC Notícias garantiu que vai continuar a trabalhar, porque não reconhece qualquer validade a este conselho.

O presidente do Sporting divulgou a Nota de Culpa que lhe foi enviada e incentivou os sócio a revoltarem-se: "Os sócios têm de se revoltar perante esta tomada de poder! Quem manda no Clube são os sócios todos e não meia dúzia!"

Ainda em conferência de imprensa, Rita Garcia Pereira, da Comissão de Fiscalização designada pela Mesa de Assembleia Geral do Sporting, disse que não iria reagir a comentários no Facebook.

O presidente do Sporting marcou uma conferência de imprensa para as 14.00, mas reagiu também ao telefone, na SIC Notícias, considerando que o único órgão legítimo é o conselho diretivo a que preside. "Eu vou trabalhar normalmente, vou fazer as coisas normalmente, porque esses senhores não estão legítimos."

Bruno de Carvalho afirmou-se tranquilo e revelou que a Comissão Transitória e de Fiscalização real do Sporting tem nas suas mãos um pedido para a expulsão de Jaime Marta Soares e das pessoas que fazem parte das restantes comissões.

O presidente dos 'leões' criticou ainda 'timing' escolhido para o anúncio da suspensão, próximo de duas assembleias gerais que considera decisivas para o futuro do Sporting, a 17 de junho e a 21 de julho, e considerou que na segunda-feira tudo voltará à normalidade.

"Ninguém foi suspenso. Isto foi apenas para estragar o feriado. As pessoas perceberam perfeitamente que a assembleia geral do dia 17 vai ser de sucesso. São jogadas, golpadas, um ultimato de desespero", acrescentou.

A nota de culpa emitida pela Comissão de Fiscalização designada pela Mesa de Assembleia Geral, que tem efeitos imediatos, já seguiu para os membros do Conselho Diretivo, que têm agora dez dias úteis para o contraditório, disse Rita Garcia Pereira, da Comissão de Fiscalização.

Os membros do Conselho Diretivo estão suspensos dos cargos e impedidos de entrar nas instalações, acrescentou.

Bruno de Carvalho está suspenso da presidência do Conselho Diretivo do Sporting - não tendo a Comissão de Fiscalização poder de intervenção na SAD -, cabendo à Comissão de Gestão que hoje será anunciada por Jaime Marta Soares, presidente demissionário da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, nomear um representante na SAD, da qual o clube é acionista maioritário.

Com Lusa

Relacionadas

Brand Story

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub