Bruno de Carvalho já não vai impugnar a Assembleia Geral

Presidente suspenso decidiu modificar a publicação no Facebook em que prometia guerra à Comissão de Gestão e em que anunciava a impugnação da Assembleia do último sábado

Bruno de Carvalho voltou a mudar de ideias. Depois da Assembleia anunciou que deixava de ser adepto do Sporting, 14 horas mais tarde anunciou guerra à Comissão de Gestão, sublinhou que Sousa Cintra tinha que dar ainda muitos passos para ser presidente da SAD, afirmou que ia impugnar a Assembleia Geral e que se iria recandidatar.

Nesta segunda-feira Bruno de Carvalho alterou a publicação no Facebook e destas ideias todas a única que mantém é a de se recandidatar. Ou seja, vai deixar, aparentemente, Sousa Cintra tomar conta da SAD e não avançará com a ideia de impugnar a Assembleia Geral.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).