Golo de Veloso dá vitória ao Sporting em Alvalade

O Sporting, finalista vencido da Taça da Liga de futebol, deu hoje um passo seguro em direcção às meias-finais, ao impor-se por 2-1 na recepção ao Sporting de Braga, graças a um golo fenomenal de Miguel Veloso.

O Estádio José Alvalade assistiu à desforra por parte dos lisboetas de desaire sofrido na recepção aos minhotos para a Liga, também por 2-1, num jogo referente à primeira jornada do grupo B da terceira fase da competição, e o Sporting tornou-se o primeiro "grande" a vencer o Braga esta época.

Depois de Saleiro ter inaugurado o marcador aos 36 minutos e de Alan ter empatado aos 50, Miguel Veloso protagonizou o momento alto do jogo, com um colocado remate de fora da área aos 65, que deixou o Sporting no comando da "poule", beneficiando também do empate 1-1 no União de Leiria-Trofense.

Separadas por 12 pontos no campeonato, liderado pelos minhotos em igualdade com o Benfica, as duas equipas debateram-se com ausências de vulto, casos de Liedson no Sporting e Hugo Viana e Rodriguez no Braga, enquanto João Pereira fez falta a ambas, pois transferiu-se dos "arsenalistas" para os "leões", mas ainda não foi inscrito.

Os minhotos colocaram os anfitriões em sentido logo no minuto inicial, quando Meyong aproveitou um erro do guarda-redes Rui Patrício para marcar, mas o árbitro portuense Jorge Sousa anulou o lance por alegado fora-de-jogo do avançado camaronês.

Apesar do início prometedor, o jogo prosseguiu sem mais sobressaltos e foi de novo o Braga a "agitar as águas", através de um contra-ataque tão rápido que nem o veloz Meyong conseguiu acompanhar, quando bastava um ligeiro desvio para colocar os visitantes em vantagem.

A resposta do Sporting tardou, mas não poderia ter sido mais eficiente: o insuspeito Grimi conduziu a bola desde a sua grande área e descobriu Saleiro, que foi por uma vez esquecido pelos centrais adversários e atirou para golo inaugural aos 36 minutos, com um remate rasteiro à saída do guarda-redes Kieszek.

O golo animou o encontro e a fase final da primeira parte dos "leões", que ameaçaram a baliza bracarense por mais duas vezes, por intermédio de João Moutinho e Hélder Postiga, mas o resultado manteve-se inalterado até ao intervalo.

A pausa e as substituições efectuadas pelo treinador Domingos Paciência (Andrés Madrid e Diogo Valente por Paulo César e Matheus) trouxeram uma equipa bracarense mais ambiciosa e foi com aparente facilidade que restabeleceu a igualdade.

Alan, que tinha inaugurado o marcador no jogo do campeonato, voltou a facturar em Alvalade, aos 50 minutos, beneficiando da passividade da defesa anfitriã e do cruzamento oportuno de Mossoró.

Um remate perigoso de Paulo César no minuto seguinte parecia dar nota de uma inversão de valores, mas o Sporting voltou a estar perto de desfazer o empate quando Kieszek evitou o golo de Izmailov e impediu que Leone marcasse na própria baliza.

O guarda-redes polaco apenas não conseguiu deter o remate espontâneo de Miguel Veloso, que recolocou o Sporting na frente do marcador e só por si deveria ser suficiente para ganhar qualquer jogo.

Os minutos finais mostraram uma equipa bracarense inconformada com a derrota, mas sem argumentos para a contrariar e serviu para promover o regresso aos relvados de Yannick Djaló, após quase três meses de ausência devido a lesão.

Na segunda das três jornadas do grupo B, o Sporting desloca-se ao estádio da União de Leiria, enquanto o Sporting de Braga joga no recinto do Trofense, em partidas agendadas para 13 de Janeiro.

Jogo disputado no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Sporting -- Sporting de Braga, 2-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Saleiro, 36 minutos.

1-1, Alan, 50.

2-1, Miguel Veloso, 65.

Equipas:

- Sporting: Rui Patrício, Abel, Tonel, Daniel Carriço, Grimi, Adrien, Miguel Veloso (Matías Fernández, 90), João Moutinho, Izmailov (Yannick Djaló, 92), Hélder Postiga (Pereirinha, 74) e Saleiro.

(Suplentes: Tiago, Polga, Pedro Silva, Pereirinha, Vukcevic, Matías Fernández e Yannick).

- Sporting de Braga: Kieszek, Filipe Oliveira (Paulão, 79), Leone, Moisés, Evaldo, Andrés Madrid (Paulo César, 46), Vandinho, Mossoró, Alan, Diogo Valente (Matheus, 46) e Meyong.

(Suplentes: Eduardo, Paulão, Osvaldo, Paulo César, Peña, Adriano e Matheus).

Árbitro: Jorge Sousa (Porto).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Vandinho (42), João Moutinho (71), Adrien (89), Matheus (89) e Tonel (93).

Assistência: cerca de 10 000 espectadores.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG