Cláusula de rescisão ainda separa leões e Carrillo da renovação

Empresário do peruano voltou a reunir-se nesta semana com a SAD de Alvalade, mas ainda não houve entendimento

As partes estão mais perto de um acordo, mas até ao momento a novela Carrillo/Sporting prossegue. Segundo o DN apurou, o empresário do jogador reuniu-se nesta última semana com a SAD dos leões e algumas arestas foram limadas. Há, contudo, ainda algumas coisas a separarem as duas posições, sendo que a mais importante é a cláusula de rescisão.

O internacional peruano aceita renovar com o Sporting, de forma a permitir que o clube de Alvalade ganhe algo com a sua saída no final da presente temporada, mas pretende que a sua cláusula seja inferior a 15 milhões de euros, ou então que os verde e brancos o aceitem vender por menos dessa verba no final da época, mesmo com uma cláusula de rescisão mais elevada, essa estabelecida num possível novo contrato. O Sporting, para já, não aceita.

Refira-se que na primeira proposta de renovação contratual o Sporting pretendia colocar uma cláusula de 80 milhões de euros ao extremo sul-americano, mas o entendimento não foi possível. As partes ficaram de tal forma distantes que a direção de Bruno de Carvalho, após uma reunião bastante acalorada, passou a impedir que o jogador treinasse com o plantel principal, algo que acontece até ao momento.

Leia mais na edição de epaper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG