Carrillo e agente exigem cinco milhões para renovar

O peruano já informou a SAD do Sporting que pretende salário de dois milhões de euros limpos. Leões terão ainda de pagar prémio de 3,5 milhões ao atleta e 1,5 ao empresário. FC Porto atento.

A renovação de contrato de Andre Carrillo com o Sporting - o atual vínculo termina no final desta época - está longe de um final feliz para os leões. Ao que o DN apurou, o extremo informou o presidente Bruno de Carvalho que pretende um salário de dois milhões de euros limpos por temporada, precisamente o dobro da oferta inicial do clube de Alvalade.

No entanto, as exigências do peruano não se ficam por aqui. Carrillo exige ainda um prémio total de cinco milhões de euros, dos quais 3,5 milhões para ele e 1,5 destinam-se ao seu empresário Elio Casareto. Este é um valor que excede bastante aquelas que eram as intenções da SAD do Sporting, que ofereceu um prémio de assinatura no valor de dois milhões de euros.

Andre Carrillo regressou ontem a Lisboa, após ter estado ao serviço da seleção do Peru, que jogou na madrugada de quarta-feira em New Jersey (Estados Unidos) um particular com a Colômbia (1-1), e vai reunir-se com Bruno de Carvalho nos próximos dias para voltarem a falar da renovação de contrato. Não é, no entanto, certo que as duas partes cheguem a um acordo, até porque há uma divergência significativa de valores.

Leia mais na edição impressa e no epaper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG