Bruno de Carvalho critica comentários de Nobre Guedes

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, disse hoje em Toronto, à agência Lusa, que não percebe os comentários do antigo responsável financeiro do clube de Alvalade Nobre Guedes, que não vê salvação para os leões.

O antigo responsável financeiro do clube de Alvalade tinha dito, em declarações a Antena 1, que o Sporting "neste ritmo não tem nenhuma salvação".

"Percebia se fosse há dois meses", pois com a política que estavam a levar "fazia com que não tivesse salvação".

"Recentemente não percebo a necessidade de as pessoas darem este tipo de entrevistas", lamentou o presidente do Sporting.

Bruno de Carvalho recordou que na próxima assembleia-geral "vai explicar a atual situação do clube e a reestruturação efetuada".

"As pessoas vão perceber claramente porque é que o Sporting estava num caminho caótico, e que felizmente tem alterado", rematou.

Bruno de Carvalho apelou à união em torno do clube e disse que, em certas situações, certas pessoas "deviam estar caladas".

"As pessoas têm muito a necessidade de dar nas vistas e de dar entrevistas. Muitas delas, como é o caso de Nobre Guedes, faziam um trabalho melhor quer para o Sporting, quer para elas próprias, que era estarem caladas", disse.

O dirigente fez ainda um balanço "de muita dificuldade", mas de "muita honra" de servir o clube, ao falar dos dois meses na presidência do Sporting.

"Sempre disse [que] não era fácil, obriga-nos a um trabalho hercúleo diário, mas fazemo-lo com todo o gosto", vincou.

Bruno de Carvalho reconheceu que "não há milagres nem varinhas mágicas", e que o clube leonino tem um longo caminho a percorrer.

"Temos ainda muito pela frente, uma reestruturação toda do clube, da SAD, das equipas, temos de tomar mais medidas, pois dois meses não dão para tudo", acrescentou.

A confiança e a alegria dos sportinguistas com todo o trabalho que está a ser feito são fatores que "dão a força diária suficiente" para manterem esta "vontade, capacidade diária de trabalho e muita confiança no futuro".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG