Bruno de Carvalho atira-se aos árbitros da UEFA e a Fernando Gomes

O presidente do Sporting acha que o clube foi prejudicado no jogo com a Juventus e lamenta que o presidente da FPF não tome uma posição

Bruno de Carvalho não gostou da arbitragem do árbitro francês Clément Turpin no jogo de terça-feira com a Juventus e aproveitou o facto para criticar Fernando Gomes, líder da FPF, por nada fazer a este respeito.

Eis a mensagem do presidente do Sporting no Facebook.

"Se no jogo contra o Barcelona ficou claro que a "Bola de Ouro" iria para um romeno, neste ficou claro que a melhor "máscara de Halloween" foi para um francês.

Saí revoltado do jogo. É demasiado trabalho diário para jogar sempre contra duas equipas ao mesmo tempo.

Triste o país que tem um presidente da federação, ainda por cima com funções na UEFA e na FIFA, que continua impávido e sereno a ver as equipas portuguesas a serem prejudicadas e nada diz. E do que fala é só com lirismo puro.

Orgulhoso do trabalho feito, revoltado com os sucessivos "encontrões" que levamos, e relembro alguns: Schalke 04, CSKA, Real Madrid, Barcelona e Juventus...

Revoltado! Se isto é o futebol "sexy" que pretendem, devem ter chorado muito a morte de Hugh Hefner, o rei da pornografia.

Não aceito! E enquanto for Presidente do Clube que amo manterei a minha postura de exigência máxima para dentro e para fora, e nunca se esqueçam que o respeito conquista-se mas também se exige.

É verdade que não temos 0 pontos, e que por isso estamos ainda realmente na luta, mas a verdade também é que temos muitos menos pontos do que na realidade deveríamos ter. Triste porque, enquanto assim for, o futebol continua a ser um rei que insiste em andar nu!"

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG