Bruno Carvalho avança com providência cautelar

Tal como tinha deixado a entender no dia seguinte às eleições do Sporting, Bruno de Carvalho, candidato derrotado por Godinho Lopes por 360 votos,coloca hoje uma providência cautelar que visa a suspensão dos resultados eleitorais.

O candidato tinha dez dias úteis, mas depois de reuniões sucessivas com a equipa de advogados para preparar a providência cautelar, optou por não esgotar o prazo.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Exclusivos

Premium

Contratos públicos

Empresa que contratava médicos para prisões não pagou e sumiu

O Estado adjudicou à Corevalue Healthcare Solutions, Lda. o recrutamento de médicos, enfermeiros, psicólogos e auxiliares para as prisões. A empresa recrutou, não pagou e está incontactável. Em Lisboa há mais de 30 profissionais nesta situação e 40 mil euros por pagar. A Direção dos Serviços Prisionais diz nada poder fazer.