"Blackout evita que o presidente continue a dizer disparates"

Dias da Cunha, antigo presidente do Sporting, é duro nas críticas a Bruno de Carvalho e ao silêncio decretado pelos leões.

Em declarações à Rádio Renscença, o antigo presidente do Sporting abordou de forma crítica a crise interna do clube e a decisão de Bruno carvalho em decretar um blackout. "Se calhar evita que o presidente continue a dizer disparates. Serve para calar o presidente que, esse sim, é que tem de se calar", atirou.

Dias da Cunha teceu ainda ataques ao comunicado lido por Bruno de Carvalho que pdoe ser interpretado como uma crítica ao treinador Marco Silva e aos jogadores. "É um comunicado disparatado. Lê-se e o que é que salta dali senão um ataque à equipa? É inacreditável, lê-se e o resultado é nada, a não ser o ataque à equipa de futebol. É um disparate pegado ler os nomes daqueles jogadores todos, que nem na equipa B têm lugar", referiu, deixando elogios a Marco Silva: "Tenho a maior admiração por Marco Silva, pelo trabalho que faz e por aquilo que é como pessoa. Aprecio o que diz após cada jogo nas análises que faz."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG