Sporting vence Benfica e é campeão nacional 

O Sporting venceu hoje o Benfica por 2-1, no pavilhão da Luz, e recuperou o título nacional de futsal, ao terminar o 'play-off' da final com uma vantagem de 3-1.

Os 'leões' chegaram ao intervalo já a vencer por 2-1, adiantando-se no marcador aos dois minutos, por Caio Japa, o Benfica ainda igualou no mesmo minuto, através de Alan Brandi, mas o Sporting foi para intervalo em vantagem, após o golo de João Matos, aos 13.

Esta foi o 13.º título nacional do Sporting, contra sete do Benfica.

Com golos de Caio Japa, aos dois minutos, e de João Matos, aos 13, e com um 'grande' Marcão na baliza, os 'leões' conquistaram o campeonato, confirmando a sua superioridade ao longo da temporada, juntando o título à Supertaça, Taça de Portugal e Taça de Honra.

Já o Benfica, que aos dois minutos ainda empatou a partida, através de um tento de Alan Brandi, viu o Sporting festejar, de nada valendo a vitória alcançada em Odivelas, no segundo jogo, por 2-1.

O Sporting entrou na partida a 'todo o gás' e logo aos dois minutos inaugurou o marcador, por intermédio de Caio Japa, que, de fora da área, atirou sem hipóteses de defesa para Juanjo, após passe de Fortino.

Contudo, a precisar de vencer para levar a decisão para aquinta partida, o Benfica respondeu de imediato e, no mesmo minuto, restabeleceu a igualdade, num tento obtido por Alan Brandi, que conseguiu desviar de forma certeira, depois de uma série de ressaltos na área dos 'verde e brancos'.

Aos sete minutos, foi Fábio Cecílio quem esteve perto de marcar para o Benfica, mas Marcão foi eficaz ao defender com os pés, antes de ver o seu colega de equipa Pedro Cary obrigar Juanjo a aplicar-se, após um livre cobrado por Merlim (10).

Alex Merlim, sempre um dos mais inconformados por parte dos 'leões', aos 13 minutos, construiu o segundo golo do Sporting, que surgiu num ataque rápido conduzido pelo italo-brasileiro e concretizado por João Matos, num lance em que o banco dos 'encarnados' ficou a pedir falta de Merlim sobre Rafael Henmi.

Aos 15 minutos, o Sporting atingiu a quinta falta e, pouco depois, os 'encarnados' beneficiaram de um livre de 10 metros, mas, na cobrança do mesmo, Bruno Coelho viu Marcão negar-lhe o golo com uma grande defesa, naquele que foi o último lance de perigo na primeira parte.

Na etapa complementar, o Benfica fez tudo para chegar ao golo do empate, mas encontrou pela frente um 'gigante' Marcão, guarda-redes 'leonino' que fez uma segunda parte de alto nível.

Aos 28 minutos, Bruno Coelho tabelou com Brandi, mas, na cara de Marcão, o guardião levou a melhor, tal como aos 35 minutos, quando Mário Freitas rodou sobre Cavinato e atirou forte, com o brasileiro, atento, a defender para canto.

A cerca de três minutos do fim, Joel Rocha apostou tudo, colocando Bruno Coelho como guarda-redes avançado, mas, apesar de terem criado oportunidades, as 'águias' não conseguiram impedir os festejos 'verde e brancos' no pavilhão da Luz.

Exclusivos