Selecionador bósnio diz que Portugal é "o pior cenário"

O selecionador bósnio de futebol, Safet Susic, disse hoje que "queria evitar Portugal" e que o sorteio do "play off" para o Euro2012, no qual defrontará a seleção portuguesa, foi "o pior cenário".

Em declarações reproduzidas no sítio oficial da UEFA, Susic disse ainda que a Bósnia "tem a desvantagem" de jogar o primeiro jogo em casa e deu o favoritismo a Portugal.

"Portugal é o favorito, mas eu tenho uma equipa capaz de jogar e competitiva contra qualquer equipa mundial", acrescentou o técnico que viu a Bósnia perder a qualificação direta frente à França (1-1), num jogo em que esteve a vencer até perto do fim.

Para a eliminatória com Portugal, Susic terá problemas defensivos, com as ausências de Sasa Papac e Boris Pandza, suspensos, enquanto Mensur Mujdza sofreu uma fissura num osso do pé, no empate com a França, e estará parado entre dois a três meses.

"As suspensões e as lesões tornam a nossa tarefa ainda mais difícil, mas não vamos desistir", disse o técnico.

O avançado Edin Dzeko, jogador do Manchester City e que marcou o golo de terça-feira frente à França, também reconheceu a pouca sorte da Bósnia, mas realçou a oportunidade da sua equipa se "vingar" da eliminação na corrida ao Mundial2010.

"Qualquer equipa que tenha [Cristiano] Ronaldo nas suas fileiras é favorita, mas mostrámos neste apuramento que podemos ser uma dor de cabeça para as melhores equipas. Não tivemos sorte com os franceses, talvez os portugueses sejam o nosso bilhete para o Euro2012", disse o futebolista.

Também o capitão Emir Spahic admitiu algum desânimo por ter que discutir o acesso ao Euro2012 com Portugal, referindo que preferia a República da Irlanda ou a República Checa.

"Continuamos cheios de energia e sabemos que há muitas pessoas em toda a Europa a torcerem por nós. Somos um pequeno país, mas que podemos jogar um grande futebol. A equipa tem grandes jogadores e porque não surpreender o mundo? Eles têm Cristiano Ronaldo e nós temos Edin Dzeko", referiu Spahic.

O jogo da primeira mão, na Bósnia-Herzegovina, está agendado para 11 ou 12 de Novembro, estando a segunda mão marcada para 15 de Novembro, em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG