Miguel Veloso lamenta saída de Paulo Bento

O médio internacional português, jogador do Dínamo de Kiev, lamentou esta quinta-feira a saída de Paulo Bento do cargo de selecionador, afirmando que as pessoas "têm memória curta".

"Infelizmente, quando as coisas correm mal, acaba-se por duvidar um pouco de tudo e acho que foi isso que aconteceu. Acho que, se calhar, o timing não foi o certo, mas as pessoas que dirigem assim o decidiram e não há muito a dizer. Há que pensar à frente a fazer o nosso melhor", disse.

Depois do triunfo conseguido pela sua equipa no reduto do Rio Ave, por 3-0, para a primeira jornada do Grupo J da fase de grupos da Liga Europa, Miguel Veloso defendeu que Paulo Bento tinha margem de manobra para continuar como selecionador.

"Infelizmente, as pessoas têm memória curta, mas o futebol é assim. O que é verdade hoje, amanhã é mentira e agora não há muito para dizer, mas para fazer", lamentou, em declarações à SportTV.

Quanto ao perfil do novo selecionador, o ex-jogador do Sporting deixa isso para quem tem de decidir: "O selecionador que a federação e o presidente assim decidirem, será. E terá toda a confiança".

Paulo Bento saiu da seleção portuguesa de futebol depois da entrada falhada na fase de apuramento para o Europeu de 2016, traduzida num desaire por 1-0 na receção à Albânia, em Aveiro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG