Ronaldo diz que Portugal não tem qualidade suficiente

Cristiano Ronaldo assume que nunca pensou que seria possível vencer o Mundial 2014 e reconhece que Portugal é uma seleção "com limitações", mas admite que nem ele tem "moral para falar".

Franco e sem papas na língua, Cristiano Ronaldo reconheceu, após o comprometedor empate com os EUA (2-2), que Portugal não tem qualidade suficiente para competir pelo título de campeão mundial e admite que nunca acreditou que a seleção nacional teria hipóteses para tal.

"Se calhar os outros são melhores do que nós. Nunca pensei que podia ser campeão do mundo, sinceramente. Temos que ser humildes e reconhecer a capacidade que temos", admitiu o capitão da seleção nacional.

O Bola de 2013, no entanto, não se poupa das críticas e assume que nem ele tem "moral para falar", pois reconhece que não está a brilhar ao seu nível. "Foi difícil desde o início. Portugal nunca foi favorito, por isso vínhamos sem pressão. Obviamente que queríamos ganhar e tínhamos responsabilidades, os jogadores e toda a seleção. Demos o máximo, mas não conseguimos. Estamos frustrados e tristes", desabafou.

Agora, só um "milagre" na derradeira jornada da fase de grupos apurará Portugal para os "oitavos". "Matematicamente é possível, mas é uma tarefa quase impossível. Mas no futebol tudo pode acontecer. Estamos tristes porque queríamos fazer melhor. Se analisarem a qualificação, o play-off, não há milagres. Por isso sabíamos que íamos ter uma fase de grupos complicada", prosseguiu.

Cristiano Ronaldo insistiu na ideia de que a seleção nacional não pode pensar em vencer Mundiais. "Não sou hipócrita, digo o que penso. Pode acontecer, mas há seleções melhores do que nós. Queríamos dar mais, como disse, mas ainda está tudo em aberto. Vamos até ao último jogo", completou, antes de concordar que Portugal é uma equipa de "qualidade média".

"Média, se calhar, sim. Seria mentir da minha parte se dissesse que eramos uma seleção de top. Temos limitações, lesões, o Pepe, o Coentrão... Isso limita-nos bastante. Temos uma equipa limitadíssima. Sem estar ao melhor nível, não conseguimos competir com as equipas de top", justificou.

Cristiano Ronaldo, no entanto, recusa as críticas por estar a jogar sem estar na melhor condição física. "Era fácil não jogar e terminar uma época magnífica no meu clube, com a Champions e os troféus individuais. Mas dei a cara, não me quero justificar com a lesão. Estou aqui para ajudar, podia dar mais e estar melhor. Estou aqui para ajudar e dei o meu contributo. Não conseguimos dar mais, há que levantar a cabeça e continuar até ao último jogo", declarou.

O extremo do Real Madrid, por fim, negou que os colegas de seleção não se estejam a aplicar. "Ninguém vai ao Mundial sem querer demonstrar o seu futebol, brilhar, correr... Isso é impensável neste grupo, mas há coisas que não se conseguem... Ou correr mais, ou mais qualidade, vários factores. Há que levantar a cabeça, perceber que há melhores seleções do que a nossa e jogadores melhores do que nós", terminou.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub