Portugal derrota Eslováquia por 2-0

A seleção de futebol de sub-20 de Portugal derrotou esta quarta-feira os sub-21 da Eslováquia por 2-0, em jogo particular, com golos de Ivo Rodrigues e Erivaldo Ferreira.

Recheado de jovens esperanças do futebol português, Portugal deixou boa imagem no estádio Municipal da Marinha Grade, ficando o selecionador Ilídio Vale com notas preciosas para o próximo ciclo dos sub-21.

Sobretudo na primeira parte, a equipa portuguesa deu excelentes indicações, imprimindo dinamismo ao jogo, com velocidade e técnica.

A Eslováquia, com jogadores de maior presença física, teve mais tempo de posse de bola, mas o perigo foi quase sempre criado por Portugal.

Alexandre Guedes, Fábio Surgeon e Claude puseram à prova o guarda-redes eslovaco, mas também atrás Portugal mostrou credenciais, travando com eficácia o jogo direto dos adversários.

Só em duas ocasiões a Eslováquia esteve perto do golo na primeira parte. Portugal teve cinco ocasiões claras e deu muito que fazer ao guarda-redes Patrik Le Giang.

O jogo acalmou após o intervalo. Perdeu qualidade e as oportunidades de golo foram menos.

A Eslováquia apareceu mais ambiciosa e Skvarka quase marcou num remate ao lado, aos 54 minutos. Mas Portugal voltou a mostrar-se mais capaz: Fábio Sturgeon avisou, num cabeceamento desviado por Martin Bukata em cima da linha de baliza e, pouco depois, aos 69 minutos, Ivo Rodrigues fez mesmo o 1-0, após uma incursão de Erivaldo pelo centro.

A Eslováquia lançou-se para o ataque e Branislav Ninaj e Patrik Hrosovsky estiveram muito perto da igualdade.

Portugal, contudo, mostrou personalidade e não se encolheu. Ivo Rodrigues ficou a centímetros do segundo golo, num remate de primeira, mas foi Erivaldo que fechou a contagem, aos 85 minutos, desviando com subtileza para a baliza, após uma excelente assistência de Leandro Silva.

Estádio Municipal da Marinha Grande.

Portugal (sub-20) - Eslováquia (sub-21), 2-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Ivo Rodrigues, 69.

2-0, Erivaldo Ferreira, 85.

Equipas:

- Portugal: Bruno Varela (Rui Silva, 46), Eliseu Cassamá, Tobias Figueiredo, Rudinilson Silva (Elton Monteiro, 46), Rafa (Rafael Floro, 65), Tomás Podstawski (Xeka, 80), Fábio Sturgeon (Filipe Oliveira, 85), Claude Gonçalves, João Teixeira (Leandro Silva, 46), Ricardo Horta (Ivo Rodrigues, 46) e Alexandre Guedes (Carlos Fortes, 46, Erivaldo Ferreira, 65).

(Suplentes: Rui Silva, Elton Monteiro, Xeka, Leandro Silva, Filipe Oliveira, Ivo Rodrigues, Carlos Fortes, Erivaldo Ferreira e Rafael Floro).

Treinador: Ilídio Vale.

- Eslováquia: Patrick Le Giang (Marko Marosi, 78), Martin Vrablec (Jan Dzurik, 84), Norbert Gyomber, Branislav Ninaj, Adam Zrelak, Patrik Hrosovsky, Martin Bukata (Matej Kochan, 78), Ivan Schranz (Matus Bero, 64), Ondrej Duda (Michal Skvarka, 46), Karol Meszaros (Martin Chrien, 60) e Tomas Malec.

(Suplentes: Marko Marosi, Martin Chrien, Michal Skvarka, Matej Kochan, Jan Dzurik e Matus Bero).

Treinador: Ivan Galád.

Árbitro: André Moreira (Portugal).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ivan Schranz (56), Branislav Ninaj (70) e Norbert Gyomber (93).

Assistência: Cerca de 300 espetadores.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Angola, o renascimento de uma nação

A guerra do Kosovo foi das raras seguras para os jornalistas. Os do poder, os kosovares sérvios, não queriam acirrar ainda mais a má vontade insana que a outra Europa e a América tinham contra eles, e os rebeldes, os kosovares muçulmanos, viam nas notícias internacionais o seu abono de família. Um dia, 1998, 1999, não sei ao certo, eu e o fotógrafo Luís Vasconcelos íamos de carro por um vale ladeado, à direita, por colinas - de Mitrovica para Pec, perto da fronteira com o Montenegro. E foi então que vi a esteira de sucessivos fumos, adiantados a nós, numa estrada paralela que parecia haver nas colinas.