Bento sente falta de confiança da FPF e quer apoio

Paulo Bento admite pôr lugar à disposição para que Fernando Gomes, presidente da FPF, mostre grau de confiança que tem no seu trabalho.

Os maus resultados da seleção no Mundial até ao momento estão a colocar o selecionador nacional numa situação frágil junto da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), liderada por Fernando Gomes. É nesse sentido que, apurou o DN, o técnico está determinado a pôr o seu lugar à disposição após o final da participação da equipa das quinas no torneio, o que poderá acontecer já amanhã no final do jogo com o Gana, no qual é fundamental vencer por três golos de diferença e esperar que a Alemanha vença os EUA.

Ainda segundo apurou o DN, Paulo Bento nunca apresentará um pedido de demissão formal, até porque tem mais dois anos de contrato, um vínculo assinado há cerca de dois meses. Mas apercebendo-se da progressiva falta de sintonia com os máximos responsáveis federativos, em especial o presidente Fernando Gomes, que até ao momento não veio a público defender o selecionador e os jogadores, quer ter da parte do líder federativo garantias e um voto de confiança para continuar no cargo.

Leia mais no epaper