Alemanha também ganha nos sub-19

Mukhtar marcou o golo da vitória alemã sobre Portugal, aos 39 minutos. Portugueses voltaram a perder uma final europeia do escalão, 11 anos depois.

A Alemanha juntou o título europeu de sub-19 ao título mundial senior conquistado também este verão, no Brasil, confirmando assim o domínio atual do futebol germânico. Na final deste europeu junior, em Budapeste, Portugal quase nunca conseguiu contrariar a superioridade da formação alemã, sempre mais perigosa e ofensiva.

Mukhtar marcou o golo que deu o troféu aos alemães, num lance em que surgiu ao primeiro poste a antecipar-se à defensiva portuguesa, aos 39 minutos. A seleção portuguesa voltou a perder uma final do Europeu sub-19, 11 anos depois de ter perdido então para a Itália (2-0). Recorde-se que Portugal tem três títulos europeus de juniores conquistados quando o escalão era disputado por jogadores sub-18: em 1961, 1994 e 1999. Para a Alemanha este foi também o terceiro troféu (1981, 2008 e 2014).

JOGO AO MINUTO

Terminou a partida. A Alemanha é campeã da Europa sub-19.

90+2' - Último cartucho para Portugal, num livre. Guarda-redes André Moreira sobe até à área, mas o lance resulta apenas num contra-ataque que quase dá o segundo golo aos alemães, antes do apito final.

90+2 ' - SUBSTITUIÇÃO ALEMANHA. Sai Mukhtar e entra Syhre.

89' - Domingos Duarte evita agora o 2-0 mesmo sobre a linha. E os alemães voltam a estar por cima da área lusa.

88' - André Moreira evita o golo de Lohkemper com uma 'mancha' muito bem feita na saída ao remate do alemão, que surgiu isolado na área. O guarda-redes luso adia a sentença.

85' - SUBSTITUIÇÃO PORTUGAL. Sai Gelson e entra Jorge Intima. O avançado do Manchester City é a última cartada de Hélio Sousa para tentar inverter a derrota.

84 ' - SUBSTITUIÇÃO ALEMANHA. Entra Lohkemper e sai Stendera.

83'- Após várias hesitações de jogadores portugueses na hora do remate em frente à área, Gelson decide-se mas atira fraco, rasteiro, ao lado.

80' - Guarda-redes alemão Schnitzler afasta a soco um cruzamento de Gelson. Portugal aparece agora mais vezes perto da área da Alemanha. Faltam 10 minutos.

79' - Cartão amarelo para Holthaus (Alemanha)

78' - Portugal tem pouco mais de 10 minutos para evitar repetir uma derrota como em 2003, então contra a Itália por 2-0.

74' - Cartão amarelo para Kempf (Alemanha), por falta sobre André Silva. O primeiro cartão da partida.

74' - Mukhtar tenta surpreender André Moreira com um remate direto à baliza desde a direita, mas o guarda-redes português estava atento.

71'- Selke volta a criar perigo ma área portuguesa, mas a bola é desviada

69' - Remate de Otzunali sai perto do poste

68' - Melhor oportunidade para Portugal, desperdiçada numa sucessão de remates bloqueados pela defensiva alemã já bem perto da baliza. Gelson Martins, André Silva e Marcos 'Ronny' Lopes não conseguiram fazer a bola entrar nas redes contrárias.

66' - SUBSTITUIÇÃO PORTUGAL. Entra Romário Baldé e sai Ivo Rodrigues. Hélio Sousa refresca o ataque.

61' - Tentativa de ataque rápido de Portugal pela direita, explorando a velocidade de Ronny, mas a defesa alemã corta para canto quando o jogador português do Manchester City tentava deslocar-se para o interior da área.

58' - SUBSTITUIÇÃO EM PORTUGAL. Sai o benfiquista Guzzo, entra o portista Francisco Ramos, médio que é primo do central Luís Neto, internacional A português que joga no Zenit.

52' - Ronny tenta surpreender com remate d elonge, mas a bola desvia na multidão de jogadores alemães pelo caminho.

51' - André Moreira defende bem, no relvado, um remate rasteiro de Selke. Alemães voltam a entrar melhor.

45' - Começou a segunda metade. Portugal tem 45 minutos para mostrar melhores argumentos do que os que apresentou na primeira parte contra uma forte Alemanha

45' - INTERVALO. A Alemanha vence por 1-0, graças ao golo de Mukhtar, aos 39'. Na verdade, uma vantagem justificada numa primeira parte em que a seleção alemã foi superior à portuguesa na grande maioria do tempo, tendo assumido o controlo do jogo desde o apito inicial. A estatística de remates ao intervalo reflete essa superioridade: 8 contra 1 (4-1 em remates à baliza). Portugal terá de apresentar novo plano de jogo para a segunda metade, que contemple mais iniciativa atacante, de forma a poder discutir o troféu.

39' - GOLO. ALEMANHA. 0-1. Stendera cruzou da direita e Mukhtar antecipou-se ao capitão português Podstawski junto ao primeiro poste para inaugurar o marcador. A Alemanha ganha vantagem, numa altura em que Portugal voltava a recuar no terreno. É a primeira vez que a seleção portuguesa se vê em desvantagem neste Europeu.

30' - Stark ganha de cabeça no coração da área, mas atira ao lado.

30'- Enorme defesa de André Moreira, a demonstrar excelente reflexos após um remate de Julian Draxler ter sido desviado pelos pés de um defesa português. O guarda-redes do Ribeirão, do Campeonato Nacional de Seniores, é uma das principais figuras desta seleção portuguesa. André Moreira passou dos juniores a titular da equipa senior do Ribeirão há meio ano, em janeiro, e ganhou a titularidade nesta seleção a Tiago Sá, o guarda-redes campeão de juniores pelo Sp. Braga que defendeu a baliza na fase de apuramento para este Europeu. Ambos são já agenciados por Jorge Mendes.

28'- O jogo está agora numa fase mais pausada e quezilenta, afastado das áreas.

23' - Mais uma tentativa de contra-ataque rápido de Portugal, que agora dá mostras de querer disputar o jogo nas duas áreas.

20' - Primeiro remate de Portugal à baliza, beneficiando da subida do lateral esquerdo Rafa, mas Schnitzler impediu o golo do português. Será este o sinal de despertar da seleção portuguesa?

15' - Neste primeiro quarto de hora, Portugal limitou-se a tentar segurar as ofensivas alemãs. A Alemanha entrou melhor, tomou conta da bola e tem multiplicado as investidas sobre a área lusa, tendo já desperdiçado um par de boas ocasiões para inaugurar o marcador. A equipa portuguesa resiste, sem conseguir estender muito o jogo até ao meio-campo adversário.

12' - André Silva tentava escapar-se para a área alemã, mas o guarda-redes Schnitzler saiu rápido da baliza e afastou com os pés.

10'- Grande oportunidade para a Alemanha. Selke, melhor marcador deste Europeu, falha por milímetros o golo. O avançado, que tem seis golos marcados na prova, libertou-se facilmente da marcação dos centrais e desviou um cruzamento da direita, mas o remate saiu cruzado ao lado.

7'- De novo Stendera, agora num remate à entrada da área que André Moreira encaixou bem.

- Alemães com a iniciativa do jogo, vão-se acercando da área portuguesa com alguma facilidade.

6'- Stendera fica a reclamar falta de Tomas Podstawski na área portuguesa, com o capitão português a acabar encavalitado no avançado alemão, num lance caricato. Árbitro manda seguir.

3' - Primeiro sinal de perigo é deixado pela Alemanha, mas a defensiva portuguesa consegue intercetar o remate de Stendera já dentro da área.

1' - Já se joga a final do Europeu sub'19 em Budapeste, entre Portugal e Alemanha. O árbitro é o espanhol Javier Estrada

LANÇAMENTO DO JOGO

Já há onzes oficiais para a final do Europeu de sub-19, que esta quinta-feira coloca frente a frente as seleções de Portugal e da Alemanha, em Budapeste.

PORTUGAL

André Moreira; Riquicho, João Nunes, Domingos Duarte, Rafa; Guzzo, Tomas, Rony Lopes; Gelson, André Silva e Ivo Rodrigues.

ALEMANHA

Schnitzler; Akpoguma, Niklas Stark, Kempf, Holthaus; Oztunali e Kimmich; Mukhtar, Stendera, Brandt; Selke.

Na equipa portuguesa, treinada pelo ex-campeão mundial de sub-20 Hélio Sousa, confirma-se a titularidade do guarda-redes André Moreira, recuperado de lesão, que assim volta à baliza para o jogo decisivo, depois de ter dado lugar a Tiago Sá no prolongamento da meia-final contra a Sérvia e de este ter sido decisivo no desempate por penaltis.

Portugal joga uma final do Europeu de sub-19 pela segunda vez, 11 anos depois de ter perdido com a Itália, por 2-0. A seleção portuguesa já foi três vezes campeã europeia de juniores, antes de o escalao passar a ser designado por sub-19: em 1961, 1994 e 1999.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...