Homem destrói frigorífico da Pepsi à martelada

O proprietário de um restaurante em Braga não gostou da brincadeira que a a marca fez com Ronaldo antes do jogo decisivo com a Suécia, na terça-feira. E deu a resposta.

O homem usou de toda a força e destruiu o frigorífico da Pepsi à marretada. Dono de um restaurante, não gostou de ver a sua casa publicitar uma marca que gozou com Ronaldo, jogador decisivo no jogo contra a Suécia e, por isso, no apuramento da seleção para o Mundial no Brasil no próximo ano.

No dia do jogo a Pepsi da Suécia publicou no Facebook uma imagem que mostrava um boneco com a camisola n.ª 7 da seleção nacional, amordaçado, preso e deitado sobre a linha férrea. "Vamos passar por cima de Portugal", lia-se junto da imagem.

Os adeptos portugueses não gostaram, sobretudo depois dos 3 golos marcados por Ronaldo no jogo decisivo. Mostraram-no das redes sociais, mas este homem foi mais longe. Além de ter destruído o frigorífico, organizou depois uma festa em que quem quisesse poderia dar umas marretadas e ajudar à destruição da máquina da marca que patrocina Messi.

A Pepsi sueca já pediu desculpas pela iniciativa, mas a marca não se livra da má publicidade que a iniciativa lhe deu em Portugal. A TAP, por exemplo, considera a hipótese de passar a servir Coca-Cola.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG